desemprego | Fábio Campana

Medo do desemprego registra a maior alta desde 1999, aponta CNI

Com o País caminhando para mais um ano de forte recessão econômica, brasileiro nunca teve tanto medo de ficar sem trabalho como agora. O Índice de Medo do Desemprego medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) chegou ao maior valor da história em junho deste ano, superando o temor registrado em julho de 1999, quando […]

Índice de desempregados sobe 27,4% em 2015 e chega a 8,6 milhões

O Brasil fechou 2015 com 8,6 milhões de desempregados, em média, o que representa um aumento de 27,4% na comparação com 2014, quando eram 6,7 milhões. Os números são da Pnad e foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo IBGE. As informações são coletadas em 211.344 domicílios, em cerca de 3.500 cidades. Com isso, o nível […]

Paraná e Curitiba têm a segunda menor taxa de desemprego do País

Bem Paraná Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que a Região Metropolitana de Curitiba apresenta a segunda menor taxa de desemprego do País entre as 21 áreas pesquisadas, com 5,7%. Os dados se referem ao terceiro trimestre deste ano. O índice da Grande Curitiba só é maior que o da região […]

Desemprego atinge o maior nível para julho desde 2009, diz IBGE

A taxa de desemprego alcançou 7,5% em julho, a maior para o mês desde 2009, quando atingiu 8%, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 20, pelo IBGE. Ao considerar todos os meses do ano, é o maior valor desde março de 2010, quando ficou em 7,6%. Em junho deste ano, o índice ficou em 6,9% e, […]

Crise afeta 79% das fábricas do Paraná,
diz Campagnolo

Quase 80% das empresas cortaram ou reduziram os investimentos diante do cenário desfavorável, segundo pesquisa divulgada pela Fiep. da Gazeta do Povo: A crise está freando investimentos, provocando demissões e ampliando o pessimismo entre os industriais do Paraná. Pesquisa encomendada pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) revela que 78,8% das empresas industriais […]

Recuperação, só em 2018

O economista José Márcio Camargo, professor da PUC-Rio, faz uma análise dura dos governos petistas, que, em sua opinião, provocaram desequilíbrios graves. E só com um ajuste forte, sem hesitações ainda em 2015, é que o país conseguirá ter fôlego, a partir de 2017 — quando o desemprego já deverá estar perto dos dois dígitos.

Desemprego sobe a 8%

País tem 8,029 milhões de desempregados, número 18,7% maior do que nos três meses anteriores, segundo o IBGE. Rendimento real cai 0,5% e fica em R$ 1.855 d’O Globo: A taxa de desemprego no país foi de 8% no trimestre encerrado em abril, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, […]

Não se preocupe.
Tende a piorar

do Ricardo Noblat: Está ruim? Você ainda não viu nada. O rendimento do trabalhador nos últimos 10 anos caiu pela primeira vez em fevereiro último devido à inflação e à retração da economia. A queda foi de 0,5% na comparação com fevereiro de 2014. A taxa de desemprego subiu para 5,9%, o índice mais alto […]