Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos. - Part 4

Coronel Malucelli e Greca

O empresário do setor de transportes de cargas e integrante do Grupo dos Sete G7) união de sete entidades do setor produtivo paranaense, Coronel Sergio Malucelli, esteve na manhã desta sexta-feira no gabinete do prefeito de Curitiba, Rafael Greca, onde o assunto girou em torno da política paranaense e nacional. Malucelli colocou a Federação das Empresas de Transportes de Cargas do Paraná – Fetranspar – à disposição da Prefeitura de Curitiba e manifestou intenção de se candidatar a um cargo na Câmara Federal nas próximas eleições ao mesmo tempo em que pediu apoio do prefeito para essa empreitada.

Também falaram sobre o programa de obras de asfaltamento de ruas que a Prefeitura de Curitiba vem fazendo desde 2017 e que agora, este ano, contemplará mais 36 bairros e segurança pública, já que houve uma redução de 32% no número de homicídios dolosos no Paraná. Malucelli, embora na reserva, é ligado à Polícia Militar do Estado, onde seu grupo se reúne constantemente na Vila Militar para troca de informações e contribuições que possam ajudar no combate à violência e ao crime organizado no Paraná.

A política brasileira entre dois passados

Somos um país sem elites autônomas, sem classe média e sem partidos políticos

BOLÍVAR LAMOUNIER, O Estado de S.Paulo

Em 1958, quando publicou Os Donos do Poder (Editora Globo), mestre Raymundo Faoro introduziu o conceito de patrimonialismo, estabelecendo por meio dele a mais clássica das clássicas interpretações da História brasileira.

Mas, parafraseando Ortega y Gasset, podemos dizer que toda grande obra é ela mesma e sua circunstância. Nós, leitores preguiçosos, lemos o título e deixamos de lado o subtítulo do livro. Neste – Formação do Patronato Político Brasileiro – Faoro esclareceu melhor o sentido de seu trabalho. O Estado patrimonialista deitava raízes na era medieval portuguesa, mas Faoro quis manter a dignidade do substantivo formação. Nós, imbuídos da ideologia desenvolvimentista que à época emergia com todo o vigor, não quisemos perceber o paradoxo que o grande historiador gaúcho ali deixara, de caso pensado. Otimistas, só queríamos pensar no futuro e acreditávamos piamente que a industrialização liquidaria todos os resquícios do passado colonial. Portanto, o próprio patrimonialismo haveria de fenecer naturalmente. Morreria de morte morrida logo que as chaminés das fábricas de São Paulo enchessem o céu com sua espessa fumaça. Não nos passou pela cabeça que o Estado patrimonialista era uma estrutura poderosa, capaz de resistir a pressões contrárias à sua índole.

Leia Mais »

Dirceu se entrega à PF em Curitiba

O ex-ministro José Dirceu se apresentou há pouco na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para começar a cumprir a pena de oito anos e dez meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Esta é a segunda condenação de Dirceu no âmbito da Operação Lava Jato.

A prisão foi determinada ontem (16) pelo juiz Luiz Antonio Bonat, titular da 13ª Vara Federal em Curitiba. A decisão foi tomada após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), sediado em Porto Alegre, negar recurso da defesa de Dirceu e determinar o cumprimento da pena com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que autoriza prisão ao fim dos recursos em segunda instância. As informações são da Agência Brasil.

Leia Mais »

RIC explica saída do apresentador Gilberto Ribeiro

A Diretoria de Marketing do Grupo RIC enviou nota ao Blog a esclarecer a declaração de Gilberto Ribeiro e sua saída da emissora. É o que segue:

“A informação de que ele teve o acesso barrado na emissora não é verdadeira. Ao contrário do que foi dito pelo comunicador, ele não foi impedido de entrar na emissora hoje. Esteve conosco, dentro de nossas instalações e conversou com seus colegas.

Apenas demos início hoje, data em que venceu o contrato dele, às alterações já previstas pela empresa na grade de programação, o que inclui um novo apresentador para a atração. Reiteramos que ele não foi impedido de entrar na emissora.

Leia Mais »

Piana condecorado

Nesta quinta-feira, o Vice-governador Darci Piana recebeu a comenda máxima do Lions Internacional, que é o Certificado de Apreciação da presidente do Distrito Múltiplo LD, Liza Cristina Ganem Novaes.

Paraná permanece em alerta contra a febre amarela

“A chegada dos primeiros dias frios não é motivo para que as pessoas deixem de buscar a vacinação contra a febre amarela, porque o mosquito transmissor continua ativo. A imunização continua a ser feita nas unidades de saúde dos 399 municípios do Estado e a Secretaria da Saúde do Paraná recomenda a imunização como forma eficaz e segura de proteção contra a doença”. A afirmação é da superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa, médica Acácia Nasr.

O boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (16) pela Sesa registra 16 casos confirmados da doença e 74 casos em investigação. O boletim anterior, publicado em 25 de abril, apresentava 15 casos confirmados e 85 em investigação.

Leia Mais »

Bolsonaro volta atrás e nega ‘acordo’ com Moro por vaga no STF

O presidente Jair Bolsonaro voltou atrás e negou que tenha feito um acordo prévio com Sérgio Moro para que o então juiz da Lava Jato aceitasse integrar o governo com a perspectiva de uma cadeira como ministro do Supremo Tribunal Federal no futuro. “Não teve nenhum acordo, nada. Nunca ninguém me viu com Moro. (…) Só vim conversar com Sérgio Moro depois de eleito presidente da República”, disse Bolsonaro, em Dallas, durante transmissão ao vivo nas redes sociais. Informações do Estadão.

Leia Mais »

Gilberto Ribeiro é barrado na RICTV

Gilberto Ribeiro foi impedido de apresentar o último Balanço Geral que seria exibido sob seu comando. Nesta sexta-feira, ao chegar para cumprir o último dia de contrato, teve o acesso barrado na RICTV. Nas redes sociais, o apresentador relatou o ocorrido. Confira no Leia Mais o vídeo.

Leia Mais »

Policiais atiraram contra jornalista antes da perseguição

Imagens de câmeras de segurança de comércios na Avenida Vicente Machado, em Curitiba, obtidas pela rádio Banda B, mostram que a Polícia Militar (PM) atirou no jornalista antes da perseguição, que terminou na Praça da Espanha. Andrei Gustavo Orsini Francisquini foi morto a tiros nessa situação, em que policiais afirmam terem sido confrontados pelo jornalista. Na versão da polícia, uma pistola foi encontrada dentro do carro dele, um Corsa.

Para a Banda B, o advogado Paulo Cristo, representante de defesa da família do jornalista e publicitário, já tinha afirmado que gravações de câmeras de segurança da Avenida Vicente Machado comprovavam que dois policiais militares tinham disparado cinco vezes contra o carro do jovem, sem que ele revidasse à ação.

Leia Mais »

Estamos em recessão e faz tempo


Economistas são bons em definições e péssimos em soluções. Existe uma definição econômica bastante boa para a situação de chove-não-molha da economia brasileira em 2019. É a recessão do crescimento. As expectativas, antes do início da gestão Bolsonaro, eram muito positivas. O Brasil tinha tudo para surpreender e chegar a uma variação do PIB, este ano, de 3% ou mais. Os cerca de 2,5% de crescimento esperados pelo mercado estavam, no entanto, em linha com outro número mágico da profissão, o chamado “PIB potencial”, aquele nível de crescimento estimado em modelos matemáticos que, sem pressionar a inflação, seria compatível com a queda do desemprego, o aumento dos investimentos e uma expansão firme do consumo e da arrecadação fiscal. Em suma, 2019 seria uma navegação em mar de almirante para o capitão do Brasil.

Não mais. E estamos cada vez mais nos afastando do tal PIB potencial. A última estimativa do levantamento Focus, feito pelo BC, dá conta de uma variação de apenas 1,7% e caindo. Daí o conceito de recessão, não com um número negativo – que seria a recessão clássica – mas uma recessão “do crescimento”, quando este fica abaixo de um potencial perfeitamente atingível, no caso, algo como 2 a 2,5%. De fato, este é o quadro atual: a indústria de transformação roda na faixa de 74% de utilização de sua capacidade, segundo recente pesquisa da FGV. O ideal seria operar mais próxima aos 85 a 90% de uso do parque fabril. O desemprego não caiu: até aumentou ligeiramente, dentro da faixa ruim em que se encontra. A perspectiva de investimento privado em nada melhorou. O Brasil, por azar, acaba de cair fora de uma lista internacional de 25 melhores destinos para investidores. O próprio presidente cometeu “sincericídio” involuntário, não medindo suas palavras, ao afirmar ser o investimento no Brasil um “esporte de altíssimo risco”.

Leia Mais »

MEC anuncia servidor da Casa Civil como novo presidente do Inep

O Ministério da Educação anunciou na manhã desta sexta-feira (17) Alexandre Ribeiro Pereira Lopes como novo presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais), órgão responsável pelo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).Este é o terceiro nome a ocupar o cargo desde janeiro no governo de Jair Bolsonaro. Ele substituirá o delegado Elmer Vicenzi, demitido nesta quinta (16) em meio a desentendimentos com o titular da pasta, Abraham Weintraub.

A nomeação de Lopes e a exoneração de Vicenzi ainda não foram publicadas no Diário Oficial da União, o que deve acontecer na próxima segunda-feira (20), segundo o MEC. Lopes ocupava atualmente a função de diretor legislativo na secretaria-executiva da Casa Civil. Ele já havia trabalhado no Weintraub no governo Bolsonaro que, antes de se tornar ministro era o número dois da pasta comandada por Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

De acordo com o currículo de Lopes, ele é formado em engenharia química pela UFRJ e em Direito pela UnB. É servidor público de carreira como analista de Comércio Exterior desde 1999.

Leia Mais »

Mais Educação e menos Defesa

A sabedoria popular diz que a melhor defesa é o ataque. Devia valer para o tosco debate entre os cortes nas verbas na pasta da Educação e na pasta da Defesa. Parece claro que a preservação Educação, que forma a evolução do cidadão, que leva o verdadeiro progresso aos indivíduos, às famílias e ao país, deve prevalecer na hora de escolher onde cortar mais ou menos.

Os cortes na Defesa teriam atingido 43/44% do orçamento previsto para este ano, enquanto os propalados cortes de 30% nas verbas para Educação, que provocaram uma revolta nos meios acadêmicos e nas pessoas com visão de futuro. O atual ministro da Educação (o 2º do governo Bolsonaro), Abraham Weintraub disse que não era bem assim. Os 30% se aplicariam apenas “às reservas não obrigatórias das universidades” [funcionários e custeio operacional], afetando, na prática, 3,5% do Orçamento. Mas o próprio ministério desmentiu o ministro.

Entre os militares, houve chiadeira contra interrupção de planos de investimentos. A compra de 36 caças F-447 e de 50 helicópteros foi adiada. A verdade é que com o PIB murchando (as projeções de crescimento entre 2% e 2,5¨% este ano caíram por terra, e agora estão entre 1,1%, pelo Bradesco, e 1,3%, Itaú) e o governo, que vai rever as metas esta semana, sabe que a arrecadação vai minguar. Traduzindo: os cortes podem até aumentar.

Leia Mais »

Beto Richa pede para transferir seu processo para a Justiça Eleitoral

O ex-governador Beto Richa – réu na Operação Rádio Patrulha – apelou ao juiz Fernando Bardelli Fischer para que seu caso seja transferido para o Tribunal Regional Eleitoral. Richa protocolou o pedido na quinta. Argumentou que as investigações e os delações apontam que propinas pagas por empresários que participaram do programa Patrulhas do Campo foram para abastecer o caixa 2 de campanha eleitoral – um delito de competência da justiça eleitoral. Seu irmão, Pepe Richa, fez o mesmo pedido na quarta.

Dólar acima de R$ 4

O dólar começou esta sexta-feira, 17, em alta, sendo cotado, às 9h38, a R$ 4,0648, com valorização de 0,70%. O conturbado cenário político no Brasil deve continuar afetando o mercado esta sexta-feira, 17, em meio à cautela no exterior. Na quinta-feira, 16, o dólar à vista fechou o dia cotado a R$ 4,0357, no maior valor desde setembro de 2018, e Bolsa caiu 1,75%, chegando aos 90.024 pontos. Informações do Estadão.

OAB vai insistir no STF contra aposentadorias já concedidas a ex-governadores do Paraná

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) indicou que vai insistir no Supremo Tribunal Federal (STF) para cessar as oito aposentadorias de ex-governadores do Paraná que ainda estão sendo pagas. Embora na quarta-feira (15) a Assembleia Legislativa tenha aprovado em primeiro turno de votação o fim do benefício previsto para os futuros ex-chefes do Palácio Iguaçu, uma outra proposta, a que deixava clara a interrupção do pagamento também para os atuais beneficiários, acabou derrotada no plenário na Casa. Informações da Gazeta do Povo.

Em um primeiro momento, a ideia da OAB é pedir ao STF a manutenção do julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4545, proposta no início de 2011 pela entidade, e que até hoje não foi analisada pela Corte. Na ADI, a OAB pede que o STF declare inconstitucional o parágrafo quinto do artigo 85 da Constituição do Paraná, que prevê a tal verba de representação – a conhecida “aposentadoria” – para ex-chefes do Executivo.

Leia Mais »

Itaipu terá escritório enxuto em Curitiba, de apenas 5 pessoas


Processo de migração dos 150 empregados lotados na capital será feito entre julho deste ano e janeiro de 2020._

Por determinação do diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, a Itaipu Binacional manterá em Curitiba apenas um escritório de representação, a exemplo do que já ocorre em Brasília (DF). O plano de migração dos cerca de 150 empregados das unidades organizacionais da capital para o centro de comando brasileiro da usina, em Foz do Iguaçu, ocorrerá entre julho deste ano e 31 de janeiro de 2020.

A medida tem como foco a otimização de recursos, em consonância com as diretrizes do governo federal, um compromisso assumido pelo diretor-geral brasileiro já em sua posse, em 26 de fevereiro deste ano.

Silva e Luna adotou uma política de austeridade para cumprir a missão ampliada da usina, focada nos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, respeitando o dinheiro que o consumidor brasileiro paga pela energia elétrica de Itaipu. Para isso, foi necessário, segundo o diretor, construir uma engenharia financeira interna.

Leia Mais »

Governo terá de buscar votos no recesso branco

O governo federal terá de correr contra o relógio para aprovar a reforma da Previdência antes que a conjuntura política e econômica possa se tornar ainda mais desfavorável ao presidente, a ponto de contaminar as articulações em curso. Pelos cálculos mais otimistas no cronograma atual, Planalto e Economia terão 20 dias para virar votos entre a aprovação do texto na Comissão Especial e a apreciação do projeto no plenário. Há mais um complicador: esse período curto deve coincidir com os festejos juninos, o recesso branco do Congresso.

Onyx Lorenzoni, capitão da articulação política, tem contado o número de parlamentares que recebe para rebater as críticas de que não dialoga. Já foram 386 desde o início do governo – ou 2,8 por dia. As informações são da Coluna do Estadão.

5,2 milhões de pessoas procuram trabalho há um ano ou mais

Conseguir um emprego tem sido um desafio para muitos brasileiros. Dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que 5,2 milhões de pessoas procuram trabalho há um ano ou mais. Esse grupo representa 38,9% dos 13,4 milhões de desempregados no país. Informações do UOL.

A maioria das pessoas que buscam trabalho estão desempregadas há menos de um ano. Essa parcela da população soma 8,2 milhões de trabalhadores, o que representa 61,1% do total.

TRF4 decreta prisão de Bumlai

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou a condenação de José Carlos Bumlai por corrupção e gestão fraudulenta e determinou cumprimento da pena de 9 anos e 10 meses de prisão.

Na ação, foi acusado de repassar ao PT R$ 12 milhões emprestados do Banco Schahin, em 2004. Em troca, a Schahin Engenharia obteve a operação de um navio-sonda da Petrobras.

No mesmo processo, foram condenados o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que já está preso; e Fernando Baiano, que fez acordo de delação premiada. As informações são d’O Antagonista.

TRF4 determina prisão de Dirceu

A Quarta Seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou hoje (16) um recurso do ex-ministro José Dirceu, que buscava a reversão de sua segunda condenação na Operação Lava Jato, e determinou que ele comece de imediato a cumprir a pena de 8 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Ao final do julgamento, foi determinada a notificação à 13ª Vara Federal de Curitiba para que providencie a prisão de Dirceu, tendo como base o entendimento atual do Supremo que permite o cumprimento de pena após o fim da tramitação do processo na segunda instância. As informações são da Agência Brasil.

Leia Mais »