Intervenção mediará nova licitação do transporte coletivo em Foz do Iguaçu | Fábio Campana

Intervenção mediará nova licitação do transporte coletivo em Foz do Iguaçu

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) afirmou nesta segunda-feira, 4, que nos próximos dias vai receber um diagnóstico da intervenção municipal no transporte coletivo, o que deve apontar para as mudanças necessárias no serviço prestado aos moradores de Foz do Iguaçu. “Nós estamos completando um mês de intervenção, agora serão analisados os diagnósticos e apresentaremos o relatório final para a população até o dia 10. Nele constará o que foi alterado e o que será possível alterar”, disse Chico Brasileiro à jornalista Cida Costa no Jornal da Manhã da Rádio Cultura.

O decreto de intervenção, publicado no início de dezembro, tem validade por até seis meses e foi necessário porque o Consórcio Sorriso descumpriu as obrigações tributárias, previdenciárias, trabalhistas e estava prestando serviço de má qualidade à população.

Segundo o prefeito, esse um mês de intervenção do município serve de apoio a um diagnóstico que será apresentado sobre o sistema de transporte urbano. “Garantimos o pagamento do 13º salário aos trabalhadores do transporte para que não seguissem com a paralisação. Sabemos que é preciso incrementar novas mudanças, aumentar a frota,  para que reduza a superlotação”. 

“Mudar esse modelo de transporte público é uma de nossas prioridades, mas isso não é algo simples de se resolver. Há um contrato difícil de quebrar. Não queremos mais esse sistema, estamos lutando na justiça contra ele, mas peço mais uma vez a compreensão da população. Tenham a convicção de que resolveremos isso, não queremos mais que o trabalhador ou qualquer pessoa que dependa do transporte público continue sendo penalizado”.

Chico Brasileiro reitera que não é possível manter uma intervenção por um tempo maior do que previsto, que é preciso estabelecer outras medidas para que o transporte público possa funcionar e atender melhor a população. Essas outras medidas dependem do relatório e estudo a ser realizado pelo jurídico municipal.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*