Deputados debatem a matriz curricular imposta por Ratinho Jr | Fábio Campana

Deputados debatem a matriz curricular imposta por Ratinho Jr


É inegável que a pandemia concentrou a atenção dos brasileiros. Isso permitiu que os governos deitassem e rolassem na aprovação de programas e políticas sem a contestação social. Um exemplo flagrante foram as mudanças na Educação. Além de militarizar escolas, criando o que os adeptos chama de “soldados do Ratinho”, o governo determinou, na mesma
perspectiva, mudanças essenciais na matriz curricular do ensino médio.

Ratinho Jr é dos que acreditam que as disciplinas de Filosofia, Sociologia e Artes são supérfluas. É uma visão simplória do conhecimento, mas que faz sucesso entre as almas parvas. Os deputados estaduais que integram a bancada da Oposição na Assembleia Legislativa, liderados pelo deputado do PT, Professor Lemos (foto), realizam nesta terça-feira (26), às 14 horas, uma audiência pública para debater a matriz curricular do ensino médio no estado, com ênfase exatamente na importância das disciplinas de Filosofia, Sociologia e Artes.

A audiência pública debaterá os temas relacionados à Instrução Normativa Conjunta nº 11/2020, da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, que modificou a Matriz Curricular do Ensino Médio na rede pública estadual de ensino do Paraná, a partir do ano letivo de 2021.

Dentre outras alterações, a Instrução Normativa reduziu de 2 horas aulas para 1 hora aula semanal a carga horária das disciplinas de Filosofia, Sociologia e Artes.

“A medida empobreceu a Matriz Curricular e não encontra respaldo na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e nos anseios da comunidade escolar. Neste sentido, a audiência debaterá a importância dos conteúdos e saberes de tais disciplinas para a formação plena, cidadã e crítica dos jovens, além dos fatos e fundamentos que embasam a manutenção da atual Matriz Curricular”, disse Lemos.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*