Uma história de mala de dinheiro, carro importado e negócios no Porto | Fábio Campana

Uma história de mala de dinheiro, carro importado e negócios no Porto

Há um assunto que está a provocar mal-estar em áreas palacianas. Para um governo como o de Ratinho Jr, que toma o máximo de cuidado para não riscar a lataria com denúncias de mal feitos, a história de um personagem da alta administração portuária que teria comprado um carro novo, de marca invejável, com dinheiro vivo, ou seja, em notas que levou à concessionária em uma maleta 007, causou frisson entre os vendedores da concessionária ver aquela quantidade de dinheiro em espécie. E uma reação terrível da moçada do próprio governo que ficou sabendo da mutreta.

Ora, pois, comprar um carro e com dinheiro vivo levanta suspeições, mas ainda não é crime. Quem poderá dizer o que é só mesmo o Ministério Público que se interessou sobremaneira pelo episódio. Afinal, dinheiro em espécie não é comum.

Assim caminha a humanidade. O feliz proprietário do turbo tem contra si um enorme fogo amigo, disparado por aqueles que se sentem usurpados por ele, como contou o jornal Impacto.


5 comentários

  1. Piolinho
    sexta-feira, 4 de dezembro de 2020 – 21:22 hs

    Esse garoto na Superintendência da APPA é um perigo mesmo. Vai manchar o governo Ratinho Jr. como sendo o retrocesso às épocas do Eduardo Requião, popular vovó Mana. Ouvi dizer que o MP está de olho nele. Me parece que ele gosta de carro, e sua esposa também. Vamos ver o que vem !

  2. Bagrinho Ensaboado da Silva
    sábado, 5 de dezembro de 2020 – 8:39 hs

    Ha! Esta APPA tem muita coisa a contar.

  3. ímpio
    sábado, 5 de dezembro de 2020 – 16:50 hs

    O “colaborador” misterioso do Ratinho até pode ser inocente mas, comprar carro com dinheiro vivo é muito esquisito. Se fosse um carrinho popular, baratinho não levantaria nenhum tipo de suspeita mas, custando o que custou é muita mancada do comprador .

  4. Rodolfo Ramina
    sábado, 5 de dezembro de 2020 – 19:32 hs

    A coisa tá esquisita naquele lugar. Parece que o presidente (guri estrangeiro), assim como todos secretários estrangeiros da realeza Ratinho Júnior fazem mal feitos. Seria uma administração a lá Requião, super honesto e que não tem culpa daquilo que faziam seus irmãozinhos ?, Nesse casso, não tem culpa dos seus secretários ?

  5. Marcos da Silva
    segunda-feira, 7 de dezembro de 2020 – 14:14 hs

    Bom, mas como o Ratinho Jr. mesmo respondeu qdo indagado por um repórter, política se faz com políticos (é a técnica que basta!!!). Só que políticos fazem dessas coisas né… Fzr o que ??

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*