CRM-PR emite alerta máximo e diz que profissionais estão no limite | Fábio Campana

CRM-PR emite alerta máximo e diz que profissionais estão no limite

O Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) emitiu alerta máximo nesta terça (1) para a capacidade operacional máxima do sistema de saúde diante do aumento de casos e hospitalizações por Covid-19. O comunicado também alerta que os profissionais de saúde estão nos limites físicos e emocionais.

“Afastamentos decorrentes da Covid-19 são necessários aos que adoecem nas equipes. As próximas semanas serão críticas e a prevenção é o melhor caminho. Cuidem-se e evitem exposições desnecessárias”, diz o comunicado.

Secretária diz que não adianta ter leito, mas não ter equipe

Em desabafo no Facebook, a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, ao anunciar a montagem de 40 novos leitos para Covid-19, disse que a Prefeitura de Curitiba não tem mais equipes para abrir leitos.  “Não tem sábado, domingo feriado para a nossa equipe. Estamos montando mais 40 leitos para atender Covid. Mas aviso que tudo tem limite, não temos mais equipes para abrir leitos. As pessoas precisam entender que não se tem médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e toda a equipe de apoio laboratorial e limpeza no almoxarifado. Podemos ter camas, respiradores, monitores, medicamentos em estoque.Profissionais de saúde e de apoio são pessoas que tem família, que também precisam descansar, querem ver seus filhos e pais e muitos não o fazem há meses”, postou ela no Facebook, no último sábado.
Toque de recolher e retomada de trabalho remoto
Curitiba está desde sexta em bandeira laranja de alerta para covid-19. Desde o início de novembro, a capital paranaense vê uma escalada no número de contaminações, casos ativos e mortes e como consequência, os hospitais, tanto públicos quantos particulares, vivem a ameaça de colapso.  O governo do Paraná deverá publicar até esta quarta-feira, 2 de dezembro, novas normativas na tentativa de frear o avanço do coronavírus. Entre elas, estão o toque de recolher em todo o Estado, entre as 23 e 5 horas, e a recomendação da retomada das atividades de trabalho remoto de servidores estaduais, semelhante à resolução anteriormente publicada pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA). (Bem Paraná)

Um comentário

  1. Leandro rocha vaz
    terça-feira, 1 de dezembro de 2020 – 19:57 hs

    O engraçado e que as agências bancárias aumentaram suas cargas horárias que era das 09:00 as 14:00 e agora abertas ate as 15:00 isso colaborando para que as pesosas vao ao centro mais tarde acumulando mais pessoas nas ruas..
    Esse toque dr recolher pode nao ser a melhor solução, mas acredito que se for planejado com cuidado pode funcionar sim!!!
    Tudo depende das regras que serao tomadas…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*