Secretária Márcia Huçulak está indignada com os irresponsáveis | Fábio Campana

Secretária Márcia Huçulak está
indignada com os irresponsáveis

“Vocês viram o final de semana. Largo da Ordem, Shopping Hauer… O que é aquilo?”, quem pergunta é a secretária de Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, indignada com a absoluta irresponsabilidade de quem promove e quem participa de festas e aglomerações. Diante de uma foto de jovens em grande aglomeração no Largo da Ordem, ela desabafou: “Quantas pessoas esse jovem pode estar matando porque transfere o vírus? Quantas pessoas fomos tirar, com a polícia, de dentro do trabalho sabendo que a pessoa tinha covid-19 e continuava trabalhando? No começo as pessoas não conheciam, a gente precisava alertar e orientar o uso de máscara, álcool gel, ventilar os ambientes. Agora não tem justificativa”, disse a secretária.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, não esconde sua indignação com os registros de aglomeração no fim de semana em regiões de Curitiba, como o Largo da Ordem e Shopping Hauer, e avisou que a Prefeitura está estudando novas medidas restritivas para o comércio e outras atividade, pois os casos de Covid-19 estão aumentando.

Ela reforçou o apelo, já feito pelo prefeito Rafael Greca, que os curitibanos retomem as medidas de prevenção, como uso da máscara, distanciamento social e higiene das mãos. A pandemia vai longe e vamos conviver com ela um bom tempo. Em setembro e outubro tivemos baixa nos casos com a sociedade respeitando as regras, mas as pessoas relaxaram”, afirmou ela.

Apesar dos números de confrmações, casos ativos e hospitais privados e públicos já trabalhando no limite, a Prefeitura de Curitiba decidiu na última sexta (20) manter a bandeira amarela de alerta para coronavírus. Na ocasião, o poder público pediu a ajuda de empresários, principalmente de restaurantes e bares, para conscientizar a população e controlar as aglomerações e deu um prazo de uma semana para redução do avanço da doença, sob pena de a bandeira amarela se tornar laranja em Curitiba.

Bares de Curitiba têm quem assumir responsabilidade na pandemia, diz categoria

Casos ativos em alta – Em dez dias, o número de casos ativos de Covid-19 em Curitiba mais que dobrou, passando de 5.004 para 11.232 casos, segundo boletim divulgado pela secretaria municipal de Saúde de Curitiba nesta segunda (23). Além disso, foi a quinta vez seguida que o número de casos ativos bateu recorde na capital paranaense. O número de casos ativos revela quantas pessoas estão com potencial de transmissão e que ainda podem registrar complicações da doença.

Curitiba registrou nesta segunda (23), 1.339 novos casos de covid-19 e dez óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. Seis desses óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. As novas vítimas são sete homens e três mulheres, com idades entre 55 e 89 anos, que estavam internados. Duas pessoas que foram a óbito não tinham fator de risco para complicações da covid-19 Até agora são 1.638 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Com os novos casos confirmados, 69.142 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 56.272 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença. São 11.232 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

Fiscalização – Em apoio as ações de combate à propagação da covid-19 na cidade, equipes da Prefeitura estiveram nas ruas neste fim de semana para orientar e coibir atividades irregulares e situações de aglomeração. Desde a noite de quinta-feira (19), fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo, guardas municiais e policiais militares vistoriaram 24 estabelecimentos comerciais em 17 bairros da cidade.

Seis locais foram interditados, 16 notificações foram expedidas devido a situações de comércio irregular e ou falta de adequação à resolução 01/2020, que determina ações sanitárias obrigatórias aos estabelecimentos em atividade neste momento de pandemia.


3 comentários

  1. quarta-feira, 25 de novembro de 2020 – 11:12 hs

    Sem Comentários,,o Pior Que Levam o Virus Pra Dentro de Casa e Afetam os Inocentes..Só Por DEUS MESMO;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  2. Falavinha
    quarta-feira, 25 de novembro de 2020 – 12:10 hs

    A Secretária da Saúde do Curitiba ficou indignada com os irresponsáveis que provocaram aglomerações no último fim de semana na cidade, tudo isso com muita razão, mas porque não tomou medidas. A Prefeitura Administrativamente têm o Poder de Polícia e porque não agiu.

  3. Estatística
    quinta-feira, 26 de novembro de 2020 – 14:30 hs

    E o afrouxamento de tudo nas duas semanas antes da eleições, não contribuiu nada?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*