'Estupor nacional' | Fábio Campana

‘Estupor nacional’

“O comportamento de Jair Bolsonaro é, mais uma vez, objeto de estupor nacional”, diz a Crusoé.

“Para o jurista Miguel Reale Júnior, o presidente cometeu mais um crime, passível de impeachment, ao celebrar a suspensão temporária dos estudos da Coronavac. Autor do pedido de impedimento de Dilma Rousseff, o ex-ministro da Justiça criticou ainda a ‘omissão’ do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do procurador-geral da República, Augusto Aras, sobre o comportamento ‘incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo’.

Afirma Reale Jr.: ‘No Brasil, o problema não é só não dar andamento a processos de impeachment. É que não tem uma voz de autoridade que se contraponha à calhordice desse presidente’”. As informações são do Antagonista.


Um comentário

  1. SERGIO SILVESTRE
    sexta-feira, 13 de novembro de 2020 – 13:04 hs

    Esse vagabundo jurista foi o que pediu o impeachment da Dilma,olha o que você arrumou seu calhorda

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*