Curitiba terá protesto pela morte de João Freitas | Fábio Campana

Curitiba terá protesto pela
morte de João Freitas

Para marcar o repúdio a morte de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro que foi espancado até a morte em uma unidade do Carrefour, em Porto Alegre, diversos atos estão sendo marcados pelas redes sociais para protestar contra a violência que atinge a população negra no País. Em Curitiba, também está sendo marcado um protesto.

Será às 18 horas desta sexta-feira (20) no Carrefour Parolin. O ato é chamado pelas redes sociais pelo coletivo Renato Freitas e CWB Resiste e, às 14h30, já tinha centenas de confirmações. Veja a chamada para a manifestação nas redes sociais:

“Na véspera do Dia da Consciência Negra, João Alberto Silveira Freitas foi espancado e assassinado por seguranças da rede de supermercados Carrefour, em Porto Alegre.

Dois seguranças brancos covardemente violentaram o Nego Beto, como era conhecido, enquanto uma funcionária branca filmava toda a situação de perto. Um dos assassinos é policial militar.

A CARNE MAIS BARATA DO CARREFOUR É A CARNE NEGRA”, diz parte do texto.

Mais cedo o Grupo Carrefou emitiu nota repudiando o crime e disse que esta tomando as ações devidas. Também informou nesta tarde que toda a renda deste dia será direcionada para campanhas e ações antirracistas.


Um comentário

  1. Intruso
    sábado, 21 de novembro de 2020 – 0:23 hs

    A seletividade tal como concursos públicos e vestibulares é o maior exemplo de segregação CONTRA INDÍGENAS, BUGRES E AGRICANOS..

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*