Madero multada por violar a Lei Anticorrupção | Fábio Campana

Madero multada por violar
a Lei Anticorrupção


Pois, pois, ninguém está livre de uma investigação, flagrante delito e punição nestes dias de pandemia e lágrimas. Nem os amigos e bajuladores do presidente Bolsonaro escapam. A Controladoria-Geral da União (CGU) multou a Madero Indústria e Comércio, do empresário Junior Durski (foto), por ter dado vantagens indevidas a agentes públicos. Foi enquadrada na Lei Anticorrupção conforme ato publicado no Diário Oficial da União de hoje. A multa aplicada ao Madero é de R$ 442,6 mil.

Junior Durski ficou famoso logo no início da pandemia por protestar contra as medidas restritivas para evitar o contágio pelo corona vírus. Naquele momento, todas as atividades econômicas não essenciais foram paralisadas, o que forçou o fechamento da rede de hamburguerias da marca. Durski afirmou que o número de mortos pela pandemia seria de 7 mil brasileiros, o que não significava um índice de mortes alto o suficiente para justificar medidas de contenção.

Quando da decretação da quarentena geral, Durski reclamava do exagero e dizia que as medidas eram desnecessárias. Sete meses depois do patético primeiro vídeo que postou, o Brasil contabiliza mais de 150 mil mortos.

A Madero foi punida por ter, em diversas oportunidades, dado vantagens indevidas, em dinheiro e em alimentos, a servidores públicos federais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento designados para fiscalizar suas instalações em Balsa Nova e Ponta Grossa, no Paraná.

O mesmo ato que enquadrou a rede de Junior Durski também puniu a Telefônica Vivo por ter distribuído ingressos para a Copa do Mundo de 2014 a agentes públicos. A multa aplicada, porém, é muito maior: R$ 45 milhões.

As duas companhias também terão de providenciar a publicação extraordinária da sanção da CGU em jornal de grande circulação nacional, no site da própria empresa e em edital nas entradas principais de pedestres da sede da pessoa jurídica. Ao Madero foi determinado ainda que esse edital também seja afixado nos estabelecimentos da empresa das duas cidades paranaenses onde ocorreram os atos lesivos.


Um comentário

  1. Moisés
    sexta-feira, 16 de outubro de 2020 – 21:02 hs

    Risquei do mapa este estabelecimento.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*