Leprevost determina adoção do serviço TaxiGOVPR na Secretaria da Justiça, Família e Trabalho | Fábio Campana

Leprevost determina adoção do serviço TaxiGOVPR na Secretaria
da Justiça, Família e Trabalho

Para uma melhor gestão pública no momento da retomada econômica e do controle de uso dos veículos oficiais e redução dos gastos, especialmente de combustíveis, o secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, Ney Leprevost, determinou que a pasta passe a utilizar o serviço TaxiGOVPR.

A utilização de veículos oficiais será somente em casos de viagens; policiamento ostensivo; transporte de detentos; resgate de vítimas; entrega de produtos e materiais; fiscalização; controle; inspeção e vigilância, mediante a autorização superior. “A adoção deste serviço faz parte da reestruturação que estamos promovendo na secretaria, para uma gestão mais transparente, como exemplo para as próximas gestões”, ressaltou Leprevost.

O programa TaxiGOVPR servirá como meio de transporte oficial no deslocamento dos servidores em atividades administrativas. A medida foi estabelecida no Estado por meio do decreto 5.822/20, assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Conforme o decreto, a utilização de veículos oficiais fica vedada ao deslocamento de agentes públicos para realização de atividades de caráter administrativo, tais como reuniões, encontros, palestras, debates ou treinamentos. O servidor que precisar se deslocar do local de trabalho deve usar o TaxiGOVPR.

ECONOMIA – Mais de 17 mil usuários já estão cadastrados no programa para a utilização do serviço de transporte individual de servidores, empregados e colaboradores do Estado. A estimativa é de que o novo programa gere uma economia de quase R$ 500 mil por mês.

O TaxiGOVPR é um sistema semelhante aos aplicativos de transporte de passageiros e permite mais agilidade na locomoção a serviço da administração pública. O programa pode ser acessado por celular ou computador e está disponível 24 horas por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

 

Obs. A foto é de antes da pandemia do coronavírus.


Um comentário

  1. ímpio
    sábado, 17 de outubro de 2020 – 19:27 hs

    E vão fazer o quê com as viaturas oficiais existentes? E os motoristas vão ficar em home office, porque trabalho não terão. Gostaria de saber o destino das viaturas e dos motoristas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*