João Arruda propõe cinturão de segurança entre Curitiba e RMC | Fábio Campana

João Arruda propõe cinturão de segurança entre Curitiba e RMC

O candidato a prefeito, João Arruda (MDB), propôs a criação de um cinturão de segurança entre os bairros de Curitiba e as cidades da região metropolitana. “A responsabilidade constitucional da segurança pública é do Estado, mas a prefeitura deve apresentar programas, fazer investimentos em estruturas municipais, como a Guarda Municipal, que podem auxiliar em muito o trabalho da Polícia Civil e Polícia Militar. Isso não aconteceu”, disse João Arruda em entrevista a Bernardo Carlino do Jornal do Juvevê.

João Arruda afirma que a criação de um cinturão de segurança passa mais investimentos, tanto no aumento de efetivo da Guarda Municipal quanto em equipamentos tecnológicos como as câmeras de monitoramento. “Se comparar a nossa situação com a situação de São José dos Pinhas com relação a guarda municipal, lá eles tem um efetivo maior.

“Precisamos de mais estrutura, equipamentos, melhores condições de trabalho, aprimorar o serviço de inteligência, mais câmeras de segurança e mais tecnologias. Mas não adianta nada fazer esses investimentos, se não tivermos profissionais para fazer o trabalho, atrás das televisões das câmaras”, completou João Arruda.

Parcerias – O candidato afirmou ser necessário um projeto de integração da segurança na região metropolitana de Curitiba. “Quero fazer uma parceria com as prefeitura, um cinturão de segurança, junto com esse trabalho forte da guarda municipal, o serviço de inteligência, a parceria com o Estado, e a possibilidade de fecharmos as saídas da cidade para a região metropolitana e para o interior em casos de sequestros relâmpagos, assaltos, assaltos a banco, o que temos visto com muita frequência, então é uma maneira de evitar a fuga desses criminosos”, explicou.

João Arruda destacou, porém, a importância de investir nas áreas sociais para evitar a criminalidade. “É importante investir em programas sociais, na formação do cidadão, porque isso leva muitos jovens para o mundo das drogas, e ao narcotráfico, que a gente sabe que é a raiz do problema da segurança pública”, disse.

Uma das propostas de João Arruda na área prevê a retomada dos canais de diálogo com a população como os conselhos comunitários de segurança. “Quero assumir isso porque o prefeito da cidade é o que está em contato mais direto com a comunidade, quero construir e estruturar esses conselhos para que eles tenham força, vez e voz. Os conselhos conhecem as demandas, sabem quais são problemas e podem levar soluções para o modelo de segurança a ser implantado. Vamos resgatar as forças das associações comunitárias, dos líderes comunitários para que a gente possa trabalhar em conjunto”, completou.

A entrevista está disponível na íntegra no instagram do Jornal do Juvevê (@jornaldojuveve).

Confira as propostas para a área de segurança do plano de governo de João Arruda

• Promover a modernização institucional da Secretaria de Defesa Social, com o propósito de melhorar a capacidade organizativa, no cumprimento das funções de gestor da segurança urbana e da ordem pública; valorização permanente dos profissionais e funcionários da Guarda Municipal;

• Transformar o Gabinete Municipal de Gestão Integrada de Segurança num espaço efetivo de articulação estratégica entre os órgãos de segurança pública e demais setores das três esferas de governo que atuam no município;

• Readequar a Corregedoria Geral da Guarda Municipal (CGGM), com a participação do sindicato da categoria;

• Propor a revisão do plano de cargos e salários da Guarda Municipal;

• Reorganizar a Guarda Municipal e adequar as condições de trabalho;

• Reforçar e melhorar o monitoramento eletrônico por câmeras em pontos e zonas estratégicas do município, e melhorar a iluminação pública; e aumento da equipe;

• Aumentar a atenção no trabalho da microcriminalidade associada ao tráfico de drogas, por meio de ações preventivas e de campanhas educativas.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*