Início da propaganda na TV 'esquenta' campanha 'morna' | Fábio Campana

Início da propaganda na TV
‘esquenta’ campanha ‘morna’

Começa propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV |Oficialmente, a campanha eleitoral começou no último dia 27, mas para a maioria da população, a disputa só se inicia nesta sexta-feira (9), com a estreia da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Isso porque, até agora, com as restrições motivadas pela pandemia do Covid-19, a maioria dos candidatos vinha concentrando seus esforços nas redes sociais, em transmissões ao vivo pela internet – as populares “lives’ – e outros artifícios virtuais, evitando eventos públicos presenciais para não estimular aglomerações. Com isso, a maioria dos eleitores seguia até então alheia à disputa.

As veiculações das propagandas no 1º turno das eleições serão até o dia 12 de novembro. No 2º turno, as veiculações serão do dia 20 a 27 de novembro. As regras preveem os programas serão transmitidos em dois formatos: em bloco e inserções.

Nas eleições para prefeito a propaganda eleitoral em rede, será exibida de segunda a sábado: das 6 horas às 6h10 e das 11 horas às 12h10 na rádio e das 12 horas às 12h10 e das 19h30às 19h40, na televisão. Cada bloco terá dez minutos de duração. As informações são do Bem Paraná.

Uma das novidades na disputa deste ano, é que os candidatos a vereador não terão mais espaço nos blocos de programas no horário gratuito. Os concorrentes às câmaras municipais estarão restritos às inserções exibidas ao longo da programação das emissoras, de segunda-feira a domingo, com tempo total de 70 minutos diários, no 1º turno, e 25 minutos, no 2º turno. Esse conteúdo deverá ir ao ar dividido em três blocos de audiência: entre 5 horas e 11 horas; 11 horas e 18 horas; e 18 horas e 0 hora.

Em Curitiba, o prefeito Rafael Greca (DEM) e o candidato do PSL, deputado Fernando Francischini, concentram juntos praticamente metade do tempo reservado para os candidatos a prefeito no horário da propaganda eleitoral gratuita de rádio e televisão. A divisão de tempo entre os partidos e candidatos leva como base o número de deputados federais eleitos na última eleição de 2018. Com isso, quando maior a bancada de uma legenda ou coligação na Câmara dos Deputados, maior o tempo dos candidatos desse partido no horário eleitoral.

ESPAÇO

O tempo dos candidatos a prefeito de Curitiba em cada bloco de dez minutos da propaganda eleitoral gratuita no rádio e TV:

Rafael Greca – 3 minutos e 16,8 segundos
Fernando Francischini – 1 minuto e 58,5 segundos
Paulo Opuszka (PT) – 1 minuto e 4,5 segundos
Christiane Yared (PL/Pros) – 50,2 segundos
João Arruda (MDB) – 42,5 segundos
Goura Nataraj (PDT) – 35,9 segundos
Carol Arns (Podemos) – 23,7 segundos
Letícia Lanz (Psol) – 16 segundos
Camila Lanes (PCdoB) – 16 segundos
Dr. João Guilherme (Novo) – 13,8 segundos
Marisa Lobo (Avante) – 12,7 segundos
Professor Mocellin (PV) – 9,4 segundos
Diogo Furtado (PCO) – sem tempo
Eloy Casagrande (Rede) – sem tempo
Zé Boni (PTC) – sem tempo
Professora Samara (PSTU) – sem tempo


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*