Goura diz que Curitiba 'não pode ser uma ilha' | Fábio Campana

Goura diz que Curitiba
‘não pode ser uma ilha’

Goura, na Aecic: "Curitiba deve assumir seu caráter de metrópole"O candidato do PDT à Prefeitura de Curitiba. Goura, participou de um encontro com diretores da Associação das Empresas da Cidade Industrial de Curitiba (Aecic). Celso Gusso, presidente, e João Barreto Lopes, diretor administrativo, receberam o candidato e a candidata a vice-prefeita Ana Moro ontem (27), na sede da entidade.

“Curitiba deve assumir seu caráter de metrópole e ser polo de desenvolvimento regional, com políticas públicas de integração metropolitana. Não podemos ser uma ilha e ignorar os municípios vizinhos”, disse Goura. “Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 devem ser orientativos dessas políticas”, defendeu.

Os diretores explicaram que a Aecic está promovendo diálogos com os candidatos a prefeito para ouvir suas propostas e para apresentar as reivindicações da entidade ao Executivo Municipal. “Desta forma há oportunidade de ouvir os candidatos numa conversa presencial democrática”, disse o presidente da Aecic, Celso Gusso. As informações são do Bem Paraná.

“É muito bom que o candidato Goura tenha aceitado nosso convite. Desta forma, poderemos transmitir aos nossos mais de 200 associados a sua mensagem como candidato a prefeito”, afirmou João Barreto, diretor administrativo. “Precisamos de pessoas visionárias na política”, completou.

Sustentabilidade – Goura defendeu que o desenvolvimento econômico deve ser sustentável e privilegiar investimentos em indústrias de alto valor agregado, como nas áreas de tecnologia, telecomunicações, hospitalar e outras. “Tudo isso integrado às pequenas e médias empresas que devem ser as fornecedoras dessas últimas”, explicou. “Temos que pensar adiante, 20, 30 anos.”

O presidente da Aecic disse que este é exatamente o perfil dos associados da entidade que precisam ser alcançados. “Trabalhamos com um universo de 18 mil empresas. Destas, 100 são responsáveis por 90% do faturamento anual de U$ 10 bilhões. As outras são as que precisam de atenção do poder público em todos os níveis”, afirmou Gusso.

Integração – Os diretores da Aecic elogiaram Goura a respeito do conceito de Curitiba como metrópole regional e indutora de uma integração regional com o objetivo de promover um desenvolvimento econômico e social sustentável. “As empresas podem colaborar e se beneficiar desta visão de metrópole do candidato Goura. Não é possível pensar Curitiba isoladamente”, concordou João Barreto.

Goura aproveitou para contar aos diretores da Aecic um pouco da sua trajetória pessoal, que o levou do ativismo em favor da mobilidade por bicicleta a concorrer a cargos legislativos e ser eleito a partir das pautas ambientais e de ciclomobilidade.

“A CicloIguaçu, que ajudamos a criar, já esteve aqui na Aecic apresentando aos empresários associados os conceitos de mobilidade ativa. Hoje, eu estou como candidato a prefeito. Não é um projeto pessoal. Trabalho por ideais e por isso faço política”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*