Francischini propõe a Linha Amarela | Fábio Campana

Francischini propõe a Linha Amarela

Linha Amarela é um dos principais projetos do plano de governo de Fernando Francischini, candidato a prefeito de Curitiba. Ela vai criar um novo eixo de transporte onde hoje está situada a linha férrea. Cortará a cidade, fazendo um X com a Linha Verde.

A proposta do Francischini é mudar o edital para novas concessões, retirando a circulação dos trens de carga do centro da cidade. Já houve contato com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, sobre o tema.

Estudos técnicos vão definir se no local da ferrovia serão implantados Veículos Leves Sobre Trilhos (VLT) ou Sobre Pneus (VLP), elétricos e silenciosos.

A Linha Amarela contará com sistema viário completo (pistas de rolamento, ciclovias e calçadas), transformando todo a ambiente urbano de forma integrada e receptivo aos cidadãos.

Será implantado o super terminal de integração urbana, no entorno da rodoferroviária. Ele vai ligar a Linha Verde e a Linha Amarela com todo o sistema integrado de transporte de Curitiba.

Haverá ainda um HUB interligando com ciclovias, ônibus menores, além de um amplo estacionamento para estimular a redução na circulação de veículos no centro de Curitiba. No local terá ainda um “Tudo Aqui”, trazendo o serviço público para onde o cidadão está.

O governo Francischini prevê a criação das ruas completas para o transporte público, com ciclovias, calçadas largas, comunicação visual, iluminação pública, paisagismo, velocidade controlada, para estimular a instalação de comércio.

E, finalmente, a rede metropolitana de ciclovias com integração entre Jardim Botânico, Autódromo, Cajuru, São José dos Pinhais (aeroporto) e Zoológico. A grande rede cicloviária vai garantir o transporte saudável, acessível e livre de emissões de poluentes.


2 comentários

  1. antonio
    terça-feira, 13 de outubro de 2020 – 12:27 hs

    Em cada eleição vem a proposta requentada.
    Projetos anteriores não avançaram em função dos ecologistas que não permitiram a construção de nova ferrovia que ligaria Curitiba a Campo Largo.

  2. Gustavo Reis
    terça-feira, 13 de outubro de 2020 – 16:00 hs

    Finalmente alguém promete tirar esses malditos trens de carga do centro de Curitiba. Barulhentos e perigosos já provocaram dezenas de acidentes e mortes. Curitiba é a única capital com trem de carga na area urbana.
    Fazer no espaço do trem uma nova avenida ou corredor de transporte é uma boa proposta.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*