Dirigente do MST é sequestrado e morto no interior do Paraná | Fábio Campana

Dirigente do MST é sequestrado e morto no interior do Paraná

O dirigente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) do Paraná Ênio Pasqualin foi assassinado a tiros. Os investigadores estimam que o crime tenha ocorrido entre a noite de sábado (25/10) e a manhã deste domingo (26/10), em Rio Bonito do Iguaçu, cidade do interior do estado, onde vivia com sua família.

De acordo com o MST, Ênio estava com a família em sua casa, no Assentamento Ireno Alves dos Santos, quando foi surpreendido por um grupo armado.

O bando invadiu sua casa e o levou utilizando o carro do próprio militante.

De acordo com informações da Polícia Militar, a mulher da vítima relatou que o grupo chegou a pé, efetuou disparos no local, roubou documentos, celulares e outros objetos pessoais e, finalmente, saiu com o dirigente em sua caminhonete.

Em nota, o MST lamentou a morte do dirigente e cobrou uma resposta das autoridades.

“Tiraram a vida de um pai, de um marido, deixando suas duas filhas, o filho e a esposa com uma dor inexplicável. À família e aos companheiros e companheiras enlutados os mais profundos sentimentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Cobramos o esclarecimento dos fatos, a investigação e prisão dos envolvidos. Aos nossos mortos nenhum minuto de silêncio, mas uma vida toda de luta!”, diz o texto. (Metrópoles)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*