Comércio local vai ter maior participação. diz Goura | Fábio Campana

Comércio local vai ter maior participação. diz Goura

O candidato a prefeito de Curitiba, Goura, e sua vice, Ana Moro, participaram de encontro com representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel Paraná), do Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares do Município de Curitiba (SindiAbrabar) e do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Meios de Hospedagem e Gastronomia de Curitiba e Região (Sindehoteis). O vereador e candidato do PDT Tito Zeglin também participou do evento.

Goura e Ana falaram sobre as propostas da chapa do PDT que disputa a Prefeitura de Curitiba para a recuperação econômica do setor de gastronomia, turismo e entretenimento de Curitiba. Goura também assinou uma carta de compromisso sugerida pelas entidades.

Ana Moro, que é vice-presidente da Associação Comercial do Paraná, se solidarizou com o setor e afirmou que a prefeitura precisa criar um ambiente de fomento de negócios para que essa recuperação aconteça e formar uma grande aliança com as entidades de classe para buscar alternativas e estudar as medidas que serão necessárias.

“Em 2016, dos R$ 2,2 bilhões em compras públicas, R$ 400 milhões era com o pequeno comércio. Em 2018, dos R$ 2,5 bilhões, apenas R$ 90 milhões foi para o pequeno comércio. Precisamos retomar esse fomento ao comércio local”, disse ela.

“Vamos incentivar a capacitação para que as empresas participem dos pregões. Vamos incentivar a economia criativa ajudar quem realmente quem está precisando que são os pequenos e esse setor de turismo, entretenimento e gastronomia. Somos uma alternativa séria e responsável para Curitiba”, frisou Ana.

Goura acrescentou que é necessário pensar Curitiba como uma metrópole e promover a integração com todos os municípios da Região Metropolitana. “Curitiba não pode se furtar de ser a liderança desse desenvolvimento regional. Vamos criar um ciclo de desenvolvimento, baseado na economia sustentável, que fomente a geração de emprego, que incentive e promova a capacitação dos jovens, e priorize o comércio local e regional”, afirmou.

Goura também lembrou que para o comercio se recuperar, é necessário que a cidade ofereça infraestrutura necessária. “É necessário que o entorno ofereça condições para a população. Para isso trabalhamos com o conceito de ruas completas – com asfalto, sinalização adequada, ciclovias, calçadas e acessibilidade – e com o conceito de cidade de 15 minutos, onde as pessoas não levam mais do que 15 minutos para acessar os serviços e comércio que precisam”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*