Artistas e agentes culturais lançam manifesto pelo voto em Goura | Fábio Campana

Artistas e agentes culturais lançam manifesto pelo voto em Goura

Goura (PDT): segundo campanha de candidato, manifesto já tem mais de 150 assinaturasArtistas e agentes culturais de Curitiba lançaram no final de semana um manifesto em apoio à candidatura do deputado estadual Goura (PDT) à prefeitura da Capital. Segundo a campanha do parlamentar, o manifesto já conta com mais de 150 assinaturas.

“Por uma convivência e existência que manifeste mais sensibilidade, em atendimento às necessidades essenciais dos seres humanos, em respeito e comunhão com a biosfera, nós, fazedores da Cultura, tanto da cidade de Curitiba, como do Paraná e do Brasil, manifestamos nosso apoio a Goura e Ana para a Prefeitura de Curitiba”, diz o texto.

Lançado no último final de semana, o manifesto #ArtistasComGouraEAna (https://bit.ly/artistascomgoura) conta com assinaturas, entre elas a de nomes como Adriano Petermann (ator e diretor de teatro), Aly Muritiba (cineasta), André Mendes (artista visual), Aurea Alice Leminski (produtora cultural), Eduardo Amato (artista plástico), Flávio Jacobsen Freitas (escritor), Fredy Kowertz (produtor cultural), Gina Paladino, Giovana Soifer Coelho (artista), Juan Parada (artista visual), Luiz Melo (ator e produtor cultural) e Nena Inoue (atriz e artista gestora).

Para o grupo, é necessária uma gestão que respeite a arte produzida pelos partícipes de determinada comunidade, cidade ou país em suas amplas manifestações. Esse respeito é demonstrado por políticas culturais de fomento, difusão, produção e inclusão social. Além disso, o manifesto destaca a importância do debate entre realizadores e poder público, criticando o sucateamento de instituições, as ações arbitrárias e a manipulação das estruturas e discursos públicos para atender a interesses particulares ou a critérios de algum gosto pessoal.

“Cultura é um fenômeno produzido de pessoas para pessoas, em relação com os diferentes contextos e compreensões de mundo. É bem e patrimônio de todos os cidadãos de uma cidade ou comunidade. Os trabalhadores da Cultura são agentes fundamentais no processo de materialização da experiência artística e da educação dentro de uma localidade. São eles que fazem o “show” acontecer. Valorizar e ouvir estes agentes é democratizar e potencializar a produção cultural. Faz-se necessário anunciar isso, diante das ações das atuais gestões municipais, estaduais e federais”, diz o manifesto.

Segundo os artistas e agentes culturais, as políticas propostas por Goura e Ana são inovadoras e focam no respeito para com todos, projetando uma a discussão e reformulação de pontos cruciais para uma vida melhor e mais humana na cidade: produção e destinação do lixo, alimentação de qualidade, cuidados com o ambiente natural, mobilidade descomplicada e justa, atenção às mulheres, crianças e grupos marginalizados, respeito aos povos originários, nascimento humanizado, escuta ativa, fim de segregações e cultura pulsante.

“A vida exige de nós responsabilidade, exige de nós participação e, especialmente, uma reavaliação do que sejam responsabilidade e participação. Somos todos cúmplices do que nos acontece. Exerçamos juntos uma cidade mais justa, sustentável, acolhedora, respeitosa, que valorize as diferentes pessoas que nela habitam e a Cultura por elas produzida. Assinamos esse manifesto por confiar e acreditar que essa candidatura representa – não apenas para a Cultura, que, reiteramos, é patrimônio de todos os cidadãos, mas para as demais áreas que compõem a vida social – uma real possibilidade de avanço democrático”, completa o grupo. (Bem Paraná)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*