Após alagamentos, Opuszka e Greca trocam acusações | Fábio Campana

Após alagamentos, Opuszka e Greca trocam acusações

Greca (DEM) e Paulo Opuszka (PT): alagamentos do último final de semana motivaram troca de acusações entre prefeito e candidatoApós os alagamentos causados pelas fortes chuvas que caíram em Curitiba no último final de semana, o candidato do PT à prefeitura de Curitiba, Paulo Opuszka, e o prefeito e candidato à reeleição, Rafael Greca (DEM), trocaram acusações na propaganda eleitoral e nas redes sociais. Opuszka publicou vídeo no Facebook no sábado culpando Greca pela enchente no bairro do Lindóia, onde afirmou que uma obra não concluída pela prefeitura estaria causando alagamentos no local. Greca devolveu com um vídeo na propaganda na TV e no You Tube, em que a obra “ainda está em curso”, e acusando o PT – que integrou a gestão do ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT) – de não fazer obras de combate às enchentes quando esteve no poder.

No vídeo, Opuszka aparece em uma manifestação de moradores da vila Lindóia. “Estamos exatamente nesse momento na esquina da (rua) Henri Ford com a (rua) Santa Bernadete, Vila Lindóia. Esses dois lados você tem uma grande obra que estava sendo feita pela prefeitura para saneamento de uma questão relacionada ao rio Belém. Como a obra está inacabada e você tem quase um dique de contenção de concreto pesado no entorno, quando chove como hoje, a água acumula nas laterais e vai para dentro das casas. Então há seis, sete anos o moradores do entorno das casas vivem uma situação de alagamento. E já perdem imóveis, durante os dias, vocês vão ver as imagens, grandes quantidades de chuva”, apontou o candidato. “Por acaso foi objeto do programa eleitoral do Rafael Greca dizendo que essa é a Curitiba que cuida da gente”, ironizou.

Greca rebateu em vídeo gravado em frente à obra publicado hoje. “Desconfie quando um candidato a prefeito fala de uma obra ainda em curso dizendo que ela não funcionou na última chuva. Como é que pode uma galeria que ainda não foi concluída canalizar as águas de um rio ou da chuva?”, questiona.

“Essa é uma obra no rio Pilarzinho. Um dos vinte nódulos de enchente quanto os quais nós estamos lutando em Curitiba. Como nós estamos fazendo aqui essa grande galeria, estamos fazendo em todos os bairros de Curitiba. São R$ 521 milhões em obras de macrodrenagem. Eu fui buscar esse dinheiro na Caixa Econômica que o prefeito anterior havia perdido”, acusa o prefeito. “Essa mesma gente que hoje fala mal de mil e que se aproveita da chuva do último sábado que foi uma tempestade localizada, quando podia ter feito, não fez. Candidato a prefeito que diz que obra inacabada não funciona, ou é muito ignorante e daí não merece ser prefeito, ou tem má fé e daí por não ter caráter, também não merece o seu voto”, diz Greca. (Bem Paraná)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*