Fruet justifica provável derrota | Fábio Campana

Fruet justifica provável derrota

Gustavo Fruet, cacique do PDT nativo, antecipa as justificativas para a provável derrota na disputa de Curitiba. Não assume o fracasso de sua administração e culpa O ex-governador Beto Richa, que cometido vários “boicotes” à sua gestão.

Ele se refere a um subsídio estadual ao transporte coletivo da cidade que não aconteceu. O certo é que não conseguiu se reeleger. Nem mesmo foi para o segundo turno. Em campanha, tenta demonstrar que sua gestão foi superior à atual de Rafael Greca de Macedo. Difícil para ele é vender essa tese para a maioria dos curitibanos. Nas pesquisas de opinião ele é julgado como o pior prefeito dos últimos 50 anos. Aposta principalmente em promessas na área social, a começar pela saúde. “Vamos retomar a estrutura de saúde que nós deixamos na cidade e retomar, principalmente, a atenção básica. No mundo, está se vendo que, onde funcionou a atenção básica, o número de doentes foi menor”, diz ele.

E volta a justificar antecipadamente o fracasso. “Nós vamos enfrentar a máquina, uma estrutura que eu tive o pudor de não usar”. Não explica sua posição em não abrir mão da candidatura para surgisse outra com cara nova, com discurso novo e chances reais de vitória, a do deputado Goura que ele derrotou internamente.


2 comentários

  1. Emilson Ferreira Pupo
    quinta-feira, 10 de setembro de 2020 – 12:52 hs

    Pior Prefeito entrou mudo e saiu calado. Péssimo um tremendo enganador.

  2. Falavinha
    quinta-feira, 10 de setembro de 2020 – 22:49 hs

    Provavelmente será mais um que vai amarelar, beneficiando o Rafael Greca, que de repente não terá concorrente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*