Curitibano hasteia bandeira laranja e vai pra balada | Fábio Campana

Curitibano hasteia bandeira
laranja e vai pra balada

A secretária da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, anunciou a bandeira laranja que começou a valer no dia 7. E os curitibanos tomaram como um sinal de liberação para cair na farra e desrespeitar todas as normas de prevenção contra a Covid-19. “As pessoas talvez entenderam que estava tudo liberado, que podia tudo. Lamentavelmente, com muita tristeza e preocupação, vamos (aumentar as restrições) no sentido de proteger a cidade. A gente diz isso quase chorando”, afirmou a secretária na ocasião.

Mais do que os números relacionados à pandemia, o comportamento de uma parcela significativa da população ajuda a entender o retrocesso no enfrentamento à Covid-19. Os flagras no final de semana provam a falta de consciência e o agravamento da transmissão do coronavirus. Curitiba registra uma média de 48 denúncias de aglomeração e pedidos de fiscalização em comércios e templos religiosos.


2 comentários

  1. marcelo
    segunda-feira, 14 de setembro de 2020 – 15:23 hs

    no sabado haviam 3 viaturas da guarda civil metropolitana eoh observa do a noite norme aglomeracao no largo da ordem passivamente como se fosse normal. No domingo varios bares servindo aspessoas aglomeradas se do que era para todos estarem fechados cade a fiscalizacao? Ai quem trabalha direito ou segue o distanciamento sao punidos.

  2. Larissa Antunes
    segunda-feira, 14 de setembro de 2020 – 22:37 hs

    Que povo porco… pensa na sujeira que fica nesses lugares… a ciclovia que passa na Itupava estava com copos e garrafas…povo sem educação

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*