Curitiba terá dezesseis candidatos a prefeito, número recorde do século | Fábio Campana

Curitiba terá dezesseis candidatos a prefeito, número recorde do século

Bem Paraná – As eleições municipais de 2020 em Curitiba terão o maior número de candidatos a prefeito deste século. Serão 16 concorrentes ao cargo máximo da Capital paranaense, três a mais do que que 2004, o maior número registrado até então desde o início dos 2000. O total de candidatos deste ano também é de sete a mais do que os nove de 2016. O número ainda pode mudar, já que os partidos têm até dia 26 para registrar oficialmente os candidatos na Justiça Eleitoral, que tem até 26 de outubro para julgar os pedidos. A campanha começa no dia 27.

A pulverização foi confirmada mesmo após a desistência de quatro “pesos pesados” da disputa, em virtude do fim das coligações proporcionais para candidatos a vereador, o que obrigou os partidos a lançarem candidatos próprios à prefeito para impulsionar chapas às câmaras municipais. O pequeno PMB também retirou Fabiano Santos.

Baixas

Desistiram de concorrer alguns dos nomes considerados mais competitivos. Três deles por ação direta do governador Ratinho Júnior (PSD): os deputados federais Ney Leprevost (PSD), Luciano Ducci (PSB) e Luizão Goulart (Repub) abriram mão de suas candidaturas a pedido de Ratinho Jr, em benefício da chapa de reeleição do prefeito Rafael Greca (DEM). O PSD do governador indicou o atual vice de Greca, Eduardo Pimentel, que trocou o PSDB pelo partido do governador em abril. O quarto desistente foi o deputado federal e ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT), que saiu da disputa alegando falta de recursos para a campanha.

Com isso, aparecem como principais adversários de Greca os deputados estaduais Fernando Francischini (PSL), Goura (PDT) – que substituiu Fruet – e a deputada federal Christiane Yared (PL), além do ex-deputado federal João Arruda, escolhido em cima da hora como candidato do MDB.

Em um bloco intermediário, figuram nomes novos, como Caroline Arns (Pode) – filha do senador Flavio Arns (Pode); o médico João Guilherme (Novo); o advogado e professor da UFPR, Paulo Opuszka (PT), Renato Mocellin (PV), Eloy Casagrande (Rede); Leticia Lanz (PSOL); e Camila Lanes (PCdoB).


2 comentários

  1. revoltis
    sexta-feira, 18 de setembro de 2020 – 15:34 hs

    PARECE LISTA DE PROCURADOS…………

  2. Juca
    domingo, 20 de setembro de 2020 – 13:00 hs

    Queria votar na Gleisi…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*