Câmara abre investigação contra vereador Beto Moraes por compra de votos e quebra de decoro | Fábio Campana

Câmara abre investigação contra vereador Beto Moraes por compra
de votos e quebra de decoro

Beto Moraes (PSD): segundo sindicatos, vereador teria distribuído cestas básicas, muletas, cadeiras de roda, bicicletas e outros brindes O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal de Curitiba vai avaliar nos próximos dias as denúncias contra o vereador Beto Moraes (PSD) por compra de voto, quebra do decoro e improbidade administrativa. A denúncia protocolada foi protocolada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc)  e pelo Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac) e acatada ontem pela corregedoria e pela mesa diretora da Casa, que decidiram encaminhar as acusações para investigação no Conselho de Ética. Os próximos passos na apuração das denúncias serão definidos na próxima reunião do Conselho de Ética, prevista para hoje. O vereador nega as acusações.

A denúncia apresentada pelos sindicatos reúne fotos de mais de 40 situações em que o vereador Beto Moraes teria usado o cargo e os assessores pagos com dinheiro público para autopromoção, segundo os sindicatos. De acordo com as entidades, as fotos comprovariamm que o vereador e seus assessores distribuíam cestas básicas, muletas, cadeiras de roda, bicicletas e outros brindes com a identificação do nome, foto pessoal e a logomarca. Além da utilização indevida da estrutura legislativa para fins eleitorais, as fotos comprovam a prática da velha política da troca de favores por votos, o que pode ser enquadrado como compra de voto e crime eleitoral, apontam os denunciantes.

Os sindicatos fizeram um pedido oficial para acompanhar as reuniões do Conselho de Ética, pois serem autores da denúncia. O Conselho de Ética é formado pelos vereadores Fabiane Rosa (PSD) – que está em prisão domiciliar e também responde a processo de sindicância pelo suposto esquema de “rachadinha” – , Bruno Pessuti (PODE), Dona Lourdes (PSB), Geovane Fernandes (Patriota), Marcos Vieira (PDT), Paulo Rink (PL), Professora Josete (PT), Rogério Campos (PSD) e Toninho da Farmácia (DEM). Ou seja, sete dos nove membros fazem parte da bancada que apoia incondicionalmente o prefeito Rafael Greca (DEM). (Bem Paraná)


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*