Bolsonaro diz que ficar em casa durante a pandemia de Covid-19 'é para os fracos' | Fábio Campana

Bolsonaro diz que ficar em casa durante a pandemia de Covid-19
‘é para os fracos’

Jair Bolsonaro durante discurso em Sorriso — Foto: TV Brasil

Em discurso para produtores rurais em Sorriso (MT) nesta sexta-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que ficar em casa durante a pandemia de Covid-19 é “para os fracos”.

Ele voltou a criticar o isolamento social apontado por cientistas e médicos como uma das formas mais eficientes de conter o avanço do coronavírus. O Brasil tem mais de 135 mil mortes pela doença e é um dos países com maior número de infectados (4,4 milhões de pessoas).

“Vocês não pararam durante a pandemia. Vocês não entraram naquela conversinha mole de ‘fique em casa, que a economia a gente vê depois’. Isso é para os fracos. O vírus, eu sempre disse, era uma realidade, e tínhamos que enfrentá-lo. Nada de se acovardar perante aquilo que nós não podemos fugir dele”, afirmou Bolsonaro.

“Essa região, esse estado, agiu dessa maneira. O agronegócio, em grande parte, evitou que o Brasil entrasse no colapso econômico. E mais do que isso, nos deu a segurança alimentar.”

Visita a Mato Grosso

Em sua passagem pelo Mato Grosso nesta sexta, Bolsonaro entregou títulos rurais e participou do lançamento da safra de soja.

No discurso a representantes do agronegócio no estado, ele falou que há “alguns focos de incêndio pelo Brasil” e que isso acontece ao longo dos anos. O Pantanal enfrenta uma onda recorde de incêndios, e a fumaça das queimadas já chegou a outras regiões do país.

“Temos sofrido uma crítica muito grande. Porque, obviamente, quanto mais nos atacarem, mais interessa aos nossos concorrentes, para o que temos de melhor, que é o nosso agronegócio”, disse.

Em referência às críticas de outros países sobre as queimadas no Brasil, Bolsonaro rebateu: “Países outros que nos criticam não têm problema de queimada, porque já queimaram tudo nos seus países”. (G1)

 


Um comentário

  1. Palpiteiro
    sábado, 19 de setembro de 2020 – 14:36 hs

    Esse número de infectados é balela, é quimera… é muitíssimo maior, talvez 15 vezes maior… o pouco conhecimento desta doença e de sua disseminação ainda não permite qualquer conclusão importante… adotou-se técnicas centenárias e medievais no seu combate… ainda há muito a saber…. para muito além das mortes, cunos números corretos só serão conhecidos em alguns anos, esta pandemia vai deixar sequelas sociais e econômicas, graças ao fanatismo politico com que foi tratada munda afora, por pretensos candidatos ao prêmio Nobel…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*