Luiz Carlos Martins: 'Ecovia é culpada pelo desastre' | Fábio Campana

Luiz Carlos Martins: ‘Ecovia
é culpada pelo desastre’

O deputado Luiz Carlos Martins está vivendo em absoluto isolamento social – ao lado da sua Maria e do sobrinho Rafael Lopes -, mas está também mais ativo do que nunca: ao meio dia desta segunda-feira (3), ele me disse, em tom de protesto e amargura, sobre o acidente absurdo de domingo à noite, na BR-277, Km 76, em que morreram oito pessoas, 26 estão feridas, com enormes prejuízos materiais para os 26 veículos envolvidos na tragédia:

– A tragédia é pura responsabilidade da detentora da concessão do pedágio. No caso, a Ecovia/ EcoRodovias, grupo que, parece, só está interessado na máquina de fazer dinheiro. Para ela, vidas humanas não importam.

“TIRAR ROUPA DE CORDEIRO”

Para o parlamentar, dono das manhãs curitibanas em seu programa na Rádio Banda B, “é preciso a sociedade se movimentar. Temos de nos despir da pele de cordeiro e aprender a lutar contra injustiças”. Isso não é bandeira “perigosa”. “É bandeira cristã, de justiça, que pode nos encaminhar para sermos uma Nação com vez e voz de uma vez por todas.”

NÃO FUGIR DA RESPONSABILIDADE

Luiz Carlos Martins argumenta o porquê da responsabilidade da Ecovia:

“A empresa fatura milhões de reais todos os dias com a concessão. Tem, assim, de garantir o mínimo de segurança aos usuários do serviço de que é concessionária. Não há como esconder o relaxamento da empresa, que poderia prever para prover segurança. É questão de planejamento, que a empresa não exercita para atender ao bem comum.

“TINHA DE PREVER PARA PROVER”

E faz uma observação contundente:

– Veja: a Ecovia sabe, há dezenas de anos, que esta é época, inverno, é caracterizada por constantes queimadas. Queimadas, com a neblina, estando mais forte na temporada, fazem o combustível “ideal” para um macro e doloroso desastre, como esse de domingo.

SÃO CIDADÃOS DO MUNDO

Enquanto lamenta o número de mortes já registradas, Luiz registra: “Deus permita que novas mortes não ocorram, dentre os hospitalizados”.

E afirma, categórico: “Os donos da Ecovia são cidadãos do mundo, internacionais, até alguns deles vivem na Europa. Eles sabem que rodovias, pedagiadas têm de apresentar sinalização suficiente e boa sobre possíveis causas de acidentes. Fumaça e neblina são – e foram neste caso – potenciais vetores de desastre. É a questão de previsão, que anda junto com o planejamento…

HÁ JURISPRUDÊNCIA

Por último, o deputado disse-se disposto a assumir a bandeira das vítimas e suas famílias, em busca de responsabilizar a Ecovia. E garantiu: “A mim, me parece direito líquido e certo o ressarcimento material dos prejuízos. O TJ-SP já formou, por exemplo, jurisprudência sobre o assunto.”

E encerrou lamentando: “Mas quem devolverá as vidas e as trajetórias interrompidas pela incúria de uma empresa que recebe por serviços que não está entregando?”


5 comentários

  1. Olho Vivo
    segunda-feira, 3 de agosto de 2020 – 16:32 hs

    Tem que proibir a trafego de caminhões aos finais de semana no trecho Curitiba – litoral.

  2. ORLANDO PESSUTI
    segunda-feira, 3 de agosto de 2020 – 16:45 hs

    NA SEGUNDA FEIRA PASSADA , 27/07/2020, por volta das 13.30/14.00 hrs, passei nesse local da BR 277, vindo do litoral do Paraná… Estava uma fumaça muito forte entre a Av Rui Barbosa e Rio Iguaçu… Tinha um só veículo alertando sobre o perigo.

    COM TODA CERTEZA o acidente de ontem a noite não teria as proporções que teve, se o local estivesse com sinalização adequada, já que informam que o fogo e a fumaça se fez presente por várias vezes durante toda a semana e a presença da neblina sempre ocorre por conta do rio e dos banhados existentes na região.

    NO MÍNIMO a concessionária foi negligente ao não tomar as medidas prévias de sinalizar adequadamente essa região.

  3. SERGIO SILVESTRE
    segunda-feira, 3 de agosto de 2020 – 16:55 hs

    Se tivessemos juizes e não esse bando de celerados,politicos e malandros da lei,essas concessionarias nem ai estariam mais e seus donos na cadeia.

  4. Juca
    terça-feira, 4 de agosto de 2020 – 9:06 hs

    SS Calça Frouxa, esqueceu de teu ídolo, Roberto Requião de Mello e Silva, o baixa ou acaba com o pedágio?

  5. PitBull
    terça-feira, 4 de agosto de 2020 – 9:54 hs

    Vidas não voltam, mas com certeza a concessionária deve indenizar todo mundo.
    eles monitoram a rodovia por câmeras e não viram o a fumaça e a neblina e se antecipar sinalizando a rodovia ?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*