Universidades particulares de Curitiba demitem 'em massa' e professores ameaçam greve | Fábio Campana

Universidades particulares de Curitiba demitem ‘em massa’ e professores ameaçam greve

Para professor, universidades usam pandemia como desculpa para demitirUma onda de demissões de professores atinge as universidades particulares de Curitiba. Nas últimas semanas, em maior ou menor escala, UniCuritiba, Universidade Positivo (UP), Uninter e Unibrasil dispensaram profissionais. Nesse cenário, os professores ameaçam entrar em greve. Uma assembleia está marcada para esta sexta-feira (10).

Segundo o presidente do Sindicato dos Professores de Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana (Sinpes), Valdyr Perrini, descobrir a quantidade real destas demissões é um desafio.

“A Reforma Trabalhista de 2017 retirou a obrigatoriedade de que as rescisões contratuais sejam feitas nos sindicatos. Assim, temos dificuldades para contabilizar o número de baixas ao final de cada semestre. Os dados enviados ao Sinpes são repassados pelos próprios professores, pelos membros da diretoria do sindicato que atuam em universidades e também por alunos que atuam em Diretórios e Centros Acadêmicos. O sindicato faz reiterados pedidos de informação às instituições, mas sem sucesso.”, explicou ele. As informações são do Bem Paraná.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*