Saúde deve auditar dados e verificar divergências de números de casos de coronavírus em Londrina | Fábio Campana

Saúde deve auditar dados e verificar divergências de números de casos de coronavírus em Londrina

A Secretaria de Saúde do Estado pretende auditar os dados sobre Covid-19 em Londrina, para verificar motivos de divergências entre suas estatísticas e as da prefeitura, e só então avaliar se é possível excluir o município das medidas restritivas determinadas pelo decreto estadual. Foi o entendimento da reunião por videoconferência do governador Carlos Massa Ratinho Junior com os deputados estaduais Tercilio Turini (CDN), Cobra Repórter (PSD) e Tiago Amaral (PSB), além do chefe da Casa Civil Guto Silva.

Os deputados também pediram ao governador para a Secretaria de Saúde alertar municípios que estiverem com números crescentes de casos, internações e mortes por coronavírus, para que adotem ações de controle e evitem medidas mais duras. “A intenção é não pegar as cidades de surpresa e causar polêmica. Quando for constatado um quadro mais crítico, a Secretaria de Saúde informa o prefeito com antecedência e exige atenção redobrada. Se não surtir efeito, o Governo terá de agir para conter o avanço da pandemia, de contágios e de mais vítimas”, relata Turini.

O deputado diz que as restrições na Regional de Saúde de Londrina serão mantidas até a conclusão da auditagem, que deve ser feita nos próximos dias. “O governador ressaltou que há embasamento técnico, verificando-se aumento de casos, mortes e risco de estrangulamento do setor de saúde. Disse que reconhece as dificuldades, mas tem responsabilidade sobre o trabalho de controle da pandemia no Paraná”, informa Tercilio Turini.

O deputado Cobra Repórter disse que a reunião também serviu para apresentar uma proposta “para que seja possível flexibilizar a quarentena e o comércio possa voltar a funcionar antes dos 14 dias do decreto e o governador ficou de avaliar. Nós também solicitamos que o governo fizesse a análise dos municípios individualmente e não por regional como foi feito. Nós, deputados da região norte do Paraná, estamos sendo pressionados por prefeitos e comerciantes a se posicionar diante da medida e tentar reverter a situação politicamente”, explicou .

Cobra Repórter destacou que a proposta de determinar o fechamento por município foi bem aceita pelo governador Ratinho Junior e pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva. “Desta forma fica mais justo, pois se o município não está sendo rigoroso com as medidas de prevenção e tem aumento dos números de confirmações e mortes por coronavírus, pode ter o fechamento determinado pelo Estado”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*