Kaefer diz em nota que sua condenação foi injusta | Fábio Campana

Kaefer diz em nota que sua condenação foi injusta

O ex-deputado federal Alfredo Kaefer compareceu na tarde desta quarta-feira até a sede da Justiça Federal, em Cascavel. O objetivo era fazer a instalação da tornozeleira eletrônica, mas consta que devido à condição física não foi possível, como o blog noticiou.

Em nota, Kaefer diz que vai cumprir as determinações da Justiça e que a condenação não diz respeito a sua atuação como deputado, mas sim com operações financeiras realizadas entre os anos 2000 e 2003 nas instituições financeiras Sul Financeira e Diplomata, à época sob seu controle.

A nota, também assinada por seu advogado, Bruno Henrique Nogueira Franco, diz que “Kaefer recebe com serenidade as determinações da Justiça, que serão cumpridas e respeitadas, sem prejuízo da discussão desta injusta condenação pelas vias adequadas”.

Veja a nota completa:

Nota de Esclarecimento Público

-Em razão da recente condenação penal imposta ao Sr. Alfredo Kaefer, em consideração aos amigos, familiares, apoiadores, eleitores, e à comunidade em geral, esclarecemos:

– A condenação em questão originou-se a partir de operações financeiras supostamente irregulares, ocorridas entre 2.000 e 2.003, realizadas entre a Instituição Financeira SUL FINANCEIRA S/A e a DIPLOMATA S/A, ambas então controladas pelo Sr. Alfredo Kaefer.

– É certo que tais operações tidas como vedadas pelas normativas, constituíram meros erros administrativos e contábeis, não são fraudulentas e tampouco causaram prejuízos a terceiros ou ao Sistema Financeiro Nacional. Ainda assim, o Sr. Alfredo Kaefer foi condenado à pena de 4 anos e 6 meses, a ser cumprida em regime domiciliar.

– Tal condenação nada tem relação com a irreparável atividade parlamentar e exemplar vida pública do Sr. Alfredo Kaefer, que sempre foi pautada nos mais elevados princípios éticos e morais, representando com grande destaque o povo paranaense durante os 12 anos de atuação na Câmara dos Deputados, entre os anos 2.007 e 2.019.

– Mesmo discordando da condenação por entendê-la injusta, o Sr. Alfredo Kaefer recebe com serenidade as determinações da Justiça, que serão cumpridas e respeitadas, sem prejuízo da discussão desta injusta condenação pelas vias adequadas.

Cascavel, 15/07/2020.

JACOB ALFREDO STOFFELS KAEFER_

DR. BRUNO HENRIQUE NOGUEIRA FRANCO
_OAB/PR nº 62.324 _


2 comentários

  1. PitBull
    sexta-feira, 17 de julho de 2020 – 11:20 hs

    É o mantra dos corruptos….

  2. Antonio da Luna
    sexta-feira, 17 de julho de 2020 – 20:40 hs

    Ele queria que o papa viesse ao Brasil beatificá-lo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*