Kaefer comparece à Justiça, mas instalação de tornozeleira não ocorre | Fábio Campana

Kaefer comparece à Justiça, mas instalação de tornozeleira não ocorre

O ex-deputado federal Alfredo Kaefer compareceu na tarde desta quarta-feira até a sede da Justiça Federal, em Cascavel. O objetivo era fazer a instalação da tornozeleira eletrônica, mas consta que devido à condição física não foi possível.

Kaefer foi condenado a 4 anos e 6 meses de detenção por crime conta o sistema financeiro. A justiça considerou que houve concessão de empréstimos vedados entre duas empresas de Alfredo.

Ele passa a cumprir prisão domiciliar. O Ministério Público Federal foi intimado a se manifestar sobre a situação da tornozeleira. As informações são do portal CGN.

Na decisão para o semiaberto monitorado foi determinado que Alfredo não poderá sair de casa, inclusive aos fins de semana e feriados. Ele não poderá sair da cidade ou cometer novos crimes (sob pena de ir ao regime fechado).

Para que seja autorizada saída para trabalho, ele terá que apresentar comprovante de jornada.

A denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) narra que a empresa Sul Financeira, controlada por Kaefer, realizou operações de desconto de títulos à Diplomata Industrial e Comercial Ltda., também controlada pelo ex-parlamentar, o que é proibido pela Lei 7.492/1986.


Um comentário

  1. ALAOR
    quarta-feira, 15 de julho de 2020 – 23:31 hs

    Depois dizem que a justiça e pra todos, quem tem coragem pra afirmar uma herezia desta. Cadeia e só pra negro, pobre. Sempre assim.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*