Com ajuda do centrão, Guedes quer ligar nova CPMF à programa social | Fábio Campana

Com ajuda do centrão, Guedes quer ligar nova CPMF à programa social

Amazônia: Paulo Guedes diz que Brasil quer ajuda, mas não abre mão da  soberaniaCom a ajuda de líderes do centrão, Paulo Guedes (Economia) ensaia argumentos para diminuir a aversão de congressistas à contribuição sobre transações financeiras, tentando fugir do estigma da volta da CPMF. A ideia é que a nova contribuição ajude a bancar o projeto social do governo, o Renda Brasil.

Termos Segundo o líder do PP na Câmara, Arthur Lira (AL), aliado do governo Bolsonaro, é possível discutir a contribuição com alíquota baixa, isentando pessoas com renda de até 2 ou 2,5 salários mínimos, para financiar o projeto social. Segundo o parlamentar, nem a esquerda nem a direita se oporiam à ideia. As informações são do Painel da Folha.

Linha Outro ponto da conversa de Guedes com líderes do centrão, nesta terça (14), foi a desoneração da folha de pagamentos de 17 setores —a Economia trabalha para que o veto de Bolsonaro seja mantido. Segundo Lira, se o Congresso derrubá-lo, o que ele acha improvável, a pendenga iria parar no STF, pois o benefício ficou proibido em trava inserida na reforma da Previdência.


3 comentários

  1. Palpiteiro
    quarta-feira, 15 de julho de 2020 – 10:59 hs

    Para tungar a populaça qualquer desculpa serve. Criar um programa cor de rosa ou qualquer outra coisa é uma forma de enganar, ludibriar, iludir a plebe rude.

  2. JM
    quarta-feira, 15 de julho de 2020 – 16:34 hs

    Ministrinho oportunista, é esse carra, safado, CPMF na tua cabeça, chega de impostos neste país, FORA

  3. quinta-feira, 16 de julho de 2020 – 12:57 hs

    República da Banânia.
    energúmenos. isso aí até um petista poderia fazer…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*