Por 9 a 1, Weintraub fica | Fábio Campana

Por 9 a 1, Weintraub fica

Por 9 a 1, o STF optou por manter Weintraub no inquérito das fake news. Luiz Fux, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Celso de Mello, Cármen Lúcia, Luís Roberto Barroso e o presidente Dias Toffoli acompanharam o entendimento do relator, ministro Edson Fachin, de que não cabe habeas corpus contra decisão de um integrante da Corte.

Marco Aurélio votou a favor do recurso, sob a alegação de que o habeas corpus é “ação constitucional voltada a preservar a liberdade de ir e vir do cidadão”.


2 comentários

  1. Ein Sof
    quarta-feira, 17 de junho de 2020 – 15:26 hs

    Como tem gente competente neste governo.
    O Ministro da Justiça não sabia que não cabia habeas corpus neste caso de decisão monocrática.
    Inclusive, poderia ser consultado pela internet, nos regulamentos do STF….
    A gente fica embasbacado com tantos ‘gênios da raça’ em um só governo…

  2. SERGIO SILVESTRE
    quarta-feira, 17 de junho de 2020 – 17:22 hs

    Deus me livre,parece a “casa do espanto”

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*