Governo cancela benefícios de 295 anistiados | Fábio Campana

Governo cancela benefícios
de 295 anistiados


Portarias publicadas nesta segunda (8) no Diário Oficial da União determinam que 295 pessoas deixem de ser consideradas anistiadas políticas. Lei de novembro de 2002 prevê pagamento de indenizações a perseguidos políticos entre 1946 e 1988.

A ministra Damares Alves, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, manteve a anistia de seis ex-militantes e indeferiu um pedido de reconsideração, o de José Anselmo dos Santos, o Cabo Anselmo. Ex-integrante de grupos armados de esquerda e ex-colaborador dos serviços de informação da ditadura militar, ele teve seu pedido de concessão de indenização negado em 2012.


5 comentários

  1. revoltis
    terça-feira, 9 de junho de 2020 – 8:04 hs

    TEM QUE CORTAR A MORDOMIA DE QUEM SO QUERIA ANARQUIA NESTE PAIS.

  2. Luiz Eduardo Kossatz Hunzicker
    terça-feira, 9 de junho de 2020 – 11:14 hs

    Apesar de toda a bagunça, julgo que já estariam bem premiados se ganhassem um um monte de merda, ja preparado para um gostoso banho.

  3. johan
    terça-feira, 9 de junho de 2020 – 11:58 hs

    Caro Fábio, essa informação da ministra Damares Alves, é muito significativa. Demonstra que o governo federal está ativo e atuante para acabar, encerrar as atividades ilícitas dessa bandalha de aproveitadores da sociedade. Desejam continuar recebendo a mordomia, desde sempre, enquanto uma parcela significativa da sociedade está desempregada. Esse número apresentado é pequeno, tem que ampliar para os milhares de aproveitadores da nação. Atenciosamente.

  4. Juca
    terça-feira, 9 de junho de 2020 – 16:27 hs

    Tem que cortar a mordomia do Lula, outro traidor do povo brasileiro, que era dedo duro.

  5. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 10 de junho de 2020 – 16:05 hs

    A submissão é a mais degradante dentre todas as vicissitudes urbanas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*