Fiscalização interdita 30 pontos de comércio irregular em Curitiba | Fábio Campana

Fiscalização interdita 30 pontos
de comércio irregular em Curitiba


Do Batel ao Pinheirinho, 30 estabelecimentos comerciais de vários ramos de atividade foram interditados neste sábado (20/6) pelas equipes de fiscalização da Prefeitura de Curitiba. As incursões reunindo pessoal do Urbanismo e da Guarda Municipal passaram por 36 pontos de comércio para fiscalizar as medidas de controle da pandemia, estabelecidas pelo Protocolo de Responsabilidade Social e Sanitária. Lojas de departamento, centros de estética, bares, loja de roupas e outros foram alvos de notificações e interdições por descomprimem as medidas de horários de funcionamento.

Os 36 locais eram alvos de denuncias feitas pela população. No entanto, no percurso, fiscais perceberam que vários outros comércios estavam fechados, ou atendendo as determinações da Prefeitura. “Os locais denunciados realmente tinham irregularidades, mas os fiscais também notaram que a maioria dos outros estabelecimentos no trecho das fiscalizações estava fechado, conforme recomendado”, avaliou a Jussara Policeno,

As operações começaram pela manhã e seguiram até a noite com a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), passando por 17 bairros: Fanny, Pinheirinho, Novo Mundo, Boa Vista, Bacacheri, Santa Cândida, Centro, Batel, Água Verde, Rebouças, Vila Izabel, Portão, Parolin, Centro Cívico, Padro Velho, Xaxim e São Francisco. A Aifu tem participação das equipes das secretarias municipais do Urbanismo, Saúde, Defesa Social e Trânsito, Polícia Militar Corpo de Bombeiros. Neste domingo (21/6) novas operações estão programadas.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*