Acidente mata empresário Roberto Angeloni; carro ficou partido ao meio | Fábio Campana

Acidente mata empresário Roberto Angeloni; carro ficou partido ao meio


Mercedes-Benz bateu na lateral de uma caminhonete e em um poste, provocando a morte de Roberto Angeloni. Colisões foram na BR-101 em Biguaçu, na Grande Florianópolis.


O empresário Roberto Angeloni, de 51 anos, morreu em um acidente de trânsito por volta das 11h40 deste domingo (28) na BR-101 em Biguaçu, na Grande Florianópolis. Ele estava em uma Mercedes-Benz que bateu na lateral de uma Ranger e, depois, colidiu em um poste. Com a força das batidas, o veículo em que a vítima estava se partiu ao meio.

As informações foram repassadas pela Arteris Litoral Sul, concessionária responsável por esse trecho da rodovia, e pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-SC). O acidente foi no km 184,7 da pista, sentido norte (Curitiba), na faixa de acesso ao Posto Tijuquinhas.

A PRF-SC disse que já foi possível constatar que o carro em que estava o empresário estava acima do limite de velocidade permitido, mas não precisou a quantos quilômetros por hora porque a perícia ainda está em andamento.

Conforme a corporação, o veículo passou por algumas ondulações na pista e o motorista perdeu o controle do automóvel, que quase bateu numa mureta do lado esquerdo, colidiu na caminhonete, saiu da rodovia, entrou no pátio do posto e bateu no poste, que foi derrubado.

Angeloni morreu no local. Uma passageira do outro carro envolvido ficou levemente ferida e foi levada para o Hospital Regional de São José. O condutor da caminhonete não teve ferimentos.


2 comentários

  1. segunda-feira, 29 de junho de 2020 – 10:24 hs

    Lamentável Muito Jovem e Sua Empresa Gera Milhares de Empregos,,,Infelizmente Morre Uns Bons e Fica Cada Traia Que Só Por Deus,,,Sentimentos aos Familiares e Amigos,,,Ninguem Quer Perder Alguem Ainda Mais Assim,,

  2. Abrilino
    segunda-feira, 29 de junho de 2020 – 13:19 hs

    O que leva esse tipo de motoristas a dirigirem desta forma?
    Será que não pensam que são mortais e que devem ter ao menos, preocupação com suas vidas e a do próximo?
    Sinceramente, esse tipo de comportamento é insano.
    Que prazer terá agora a sua família, que tinham quase tudo nesta vida e não observaram o principal que era a vida e os cuidados que deveriam ter com ela. Que fica então, é a tristeza e o lamento.
    Não tem explicação para uma pessoa fazer isso.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*