Setor privado força nomeação de Nise Yamaguchi no Ministério da Saúde | Fábio Campana

Setor privado força nomeação de Nise Yamaguchi no Ministério da Saúde

Associações que reúnem hospitais, clínicas e laboratórios privados de São Paulo enviaram carta ontem a Jair Bolsonaro defendendo a escolha de Nise Yamaguchi para o Ministério da Saúde.

A Fehosp, que congrega seis sindicatos patronais da área da saúde, com 55 mil estabelecimentos, destacou o currículo e o trabalho da médica contra o câncer em populações de baixa renda. O SindHosp, também do setor privado, lembrou até o apoio dela à aprovação da lei antifumo no Congresso e destacou “sua sensibilidade de mulher”.

Mas, inexplicavelmente, nenhuma das cartas falou sobre o combate à pandemia da Covid-19, a principal tarefa do cargo hoje. Até o momento, também não há nenhuma manifestação oficial de apoio do setor público, principalmente dos conselhos de secretários estaduais e municipais (Conass e Conasems, respectivamente) com os quais Nise teria de lidar diariamente na gestão do SUS.


Um comentário

  1. FUI !!!
    quarta-feira, 20 de maio de 2020 – 16:31 hs

    Independente do currículo e da competencia na área oncológica acho muito difícil dar certo. É um Ministério recheado de problemas que só agravaram a situação da saúde no Brasil. Depois desta pandemia vai precisar de longos anos para reestruturar a área da saúde e não vai ser fácil. Precisará de muitíssima penetração política para se concretizar, infelizmente…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*