Rejeição de Bolsonaro tem nível mais alto desde janeiro de 2019 | Fábio Campana

Rejeição de Bolsonaro tem nível mais alto desde janeiro de 2019


Pesquisa do Instituto DataFolha mostra os seguintes percentuais de avaliação da atuação do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus:

Ótimo ou bom: 27% (a última foi 27%, em 27 de abril)
Ruim ou péssimo: 50% (a última foi 45%)
Regular: 22% (a última foi 25%)
Não sabe: 1% (a última foi 3%)

Opinião sobre a responsabilidade de Bolsonaro pelo avanço da pandemia
Muito responsável: 33%
Um pouco responsável: 20%
Não é responsável: 45%
Não sabe: 3%

Saúde

A aprovação do desempenho do Ministério da Saúde na crise sanitária, agora comandada interinamente pelo general Eduardo Pazzuelo, também caiu. Antes era 55%, foi a 76% e agora desabou para 45%.

Avaliação do desempenho do Ministério da Saúde na pandemia
Ótimo ou bom: 45%
Ruim ou péssimo: 21%
Regular: 32%
Não sabe: 2%
Governadores
Os governadores seguem melhor avaliados do que Bolsonaro. Governadores do Sul têm 68% de ótimo e bom, seguidos por de Nordeste (53%), Norte/Centro-Oeste (52%) e Sudeste (50%) – empate técnico nos quatro últimos casos.


4 comentários

  1. revoltis
    sexta-feira, 29 de maio de 2020 – 15:44 hs

    PESQUISA QUE SÓ ENTREVISTA PETISTA E DA ESQUERDA, TEM ALGUMA CREDIBILIDADE?
    A NAÇÃO SABE COMO É FEITA ESTAS PESQUISAS, BOLSONARO CORTOU A VERBINHA PUBLICA PARA AS EMPRESAS DE PESQUISAS AI ELAS MANIPULAM NUMEROS, BOLSONARO TEM 70% DE APROVAÇÃO DE SEU HONESTO GOVERNO.

  2. SERGIO SILVESTRE
    sábado, 30 de maio de 2020 – 15:00 hs

    A pesquisa não foi entrevistar os terraplanistas,aqueles que acreditam que o feijão do Valdomiro cura o Vírus e não entrevistou esse idiota ai que comentou rsrsrsrs

  3. bs
    sábado, 30 de maio de 2020 – 18:30 hs

    70 % de aprovação kkkkkk, na Russia ???

  4. luiza f. nascimento
    segunda-feira, 1 de junho de 2020 – 9:52 hs

    O que incomoda esse pessoal é ver que os índices de contágio e de morte continuam baixos em Curitiba.
    Virão com o mesmo ódio e com as mesmas propostas anacrônicas de sempre.
    Mesmo ódio e anacronismo derrotado inúmeras vezes pelo eleitor curitibano.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*