Justiça mantém cultos de Malafaia | Fábio Campana

Justiça mantém cultos de Malafaia

A Justiça do Rio de Janeiro negou pedido feito pelo Ministério Público estadual (MPRJ) e manteve a realização de cultos ministrados pelo empresário e pastor Silas Malafaia. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (19) pelo juiz Marcello de Sá Baptista, do Plantão Judicial.

“O Poder Executivo não determinou a interrupção de cultos religiosos até o momento. O Poder Legislativo não criou lei neste sentido. Não pode o Poder Judiciário avocar a condição de Legislador Positivo e regulamentar uma atividade, em atrito com as normas até agora traçadas pelos órgãos gestores da crise existente”, justificou o magistrado. As informações são do G1.

Também nesta quinta, o MPRJ moveu uma ação civil pública contra pastor pedindo a suspensão dos cultos em meio à pandemia de coronavírus. Além da paralisação, o órgão também solicitou à Justiça que fosse imposta uma multa de R$ 10 mil caso os eventos fossem realizados.

Na decisão, o juiz também afirma que, “o direito à participação em cultos religiosos não foi afastado, até o momento, através do Decreto do Estado do Rio de Janeiro, que constitui um dos fundamentos do pedido [do MPRJ]”.


6 comentários

  1. Edson Luiz
    sexta-feira, 20 de março de 2020 – 9:58 hs

    Isso é um completo absurdo e descaso com a saúde pública.
    Se este tipo de negócio/comércio pode ficar aberto e lucrando, então por que os pequenos comerciantes teem de serem oprimidos????
    Malafaia já é milionário, ele sim pode esperar a crise esperar.
    Nojo total. Ainda mais em pensar que ele, logo no início, disse que se quisessem parar suas igrejas/empresas que recorressem à justiça, já sabia que lá estava tudo certo!
    Brasil il il il il

  2. Maicon Oliveira
    sexta-feira, 20 de março de 2020 – 16:59 hs

    Esperar o quê, desse falso profeta? Lamentável!

  3. Gustavo Henrique
    sexta-feira, 20 de março de 2020 – 19:59 hs

    Esse cara não é de Deus, isso é um absurdo!

  4. marcelo santana
    sexta-feira, 20 de março de 2020 – 20:31 hs

    Na frança teve um culto que espalhou o vírus , aqui no brasil se o bolsonaro e o moro não proibirem os cultos o avanço do vírus se potencializará , Esses pastores ¨ bispos¨¨ e ¨¨apóstolos terão que ser presos por crime contra a saúde pública..

  5. sábado, 21 de março de 2020 – 11:32 hs

    SE ELE SE ACHA DEUS..QUE ABRA AS IGREJAS SÓ PRA ELE..NAO CONTAMINE OS FIÉIS OK…

  6. sábado, 21 de março de 2020 – 18:26 hs

    Tomara que morram todos com bastante dor!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*