Em Foz, uma frente de partidos e movimentos sociais contra Bolsonaro | Fábio Campana

Em Foz, uma frente de partidos e movimentos sociais contra Bolsonaro

Na noite do dia 12, na sede do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular de Foz do Iguaçu, os partidos do campo democrático, representados pelas seções iguaçuenses do PSOL, PT, PDT, PC do B, REDE, PCB, PSTU e UP mais MST e MAB, aprofundaram o debate sobre a conjuntura nacional e alinhavaram pontos de convergência com o propósito de criar uma frente de unidade e ação.
Os representantes dos oito partidos, mais MST e MAB, foram unânimes sobre a necessidade da construção de uma frente única em defesa das liberdades e das instituições democráticas, ameaçadas pelo furor irresponsável da ultra direita, representada por Bolsonaro e seus seguidores.

Os partidos progressistas entendem que o agravamento da crise econômica no país exige respostas amplas e emergenciais.
A política de corte brutal dos investimentos públicos está tendo efeitos perversos para a população nos campos da saúde, educação, proteção ao meio ambiente e às políticas de proteção social e distribuição de renda. Esses cortes penalizam principalmente a população mais pobre, conseqüentemente, mais fragilizada, que mais depende no dia-a-dia do acesso democrático e universal à saúde, educação, à moradia e à terra.

Os partidos do campo progressistas de Foz do Iguaçu compartilham o entendimento de que é urgente esse pacto entre os partidos e movimentos sociais para enfrentarem os agentes do atraso, que atravancam o progresso econômico e social da maioria da população.
Para os próximos dias, os oito partidos e movimentos sociais pretendem desenvolver uma ampla campanha de esclarecimento e organização pela base e de forma prioritária com enfoque na juventude.

A situação em que se encontra Foz do Iguaçu no tocante a postos de trabalho é um reflexo dos efeitos perversos causados pelo governo de Jair Bolsonaro. Aprofunda-se a cada dia o desemprego, que atinge principalmente a juventude e leva ao desespero as famílias iguaçuenses.
CDHMP FOZ DO IGUAÇU
Telefone para contato 45 999416969


Um comentário

  1. Isaias Andrade
    domingo, 15 de março de 2020 – 19:17 hs

    Hummm, reunião de partidos e entidades democráticas !!!! MST guerrilheiros, bandidos, invasores, destruidores de propriedades, equipamentos e plantações. Muito democrático mesmo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*