A crise desgasta Bolsonaro e melhora imagem de Doria | Fábio Campana

A crise desgasta Bolsonaro
e melhora imagem de Doria

Oito entre cada dez brasileiros apoiam a implementação de medidas de isolamento como forma de tentar conter o coronavírus, como a suspensão de aulas e a restrição à circulação de pessoas. O dado é de um levantamento da consultoria Atlas Político, feito em meio ao embate entre o presidente Jair Bolsonaro, contrário a essas ações, e os governadores que as adotaram em seus Estados. A pesquisa aponta ainda que a rusga entre os dois lados já teve reflexo na imagem dos políticos: enquanto a rejeição ao presidente aumentou na última semana, a do governador João Doria, que se opôs publicamente à posição de Bolsonaro, diminuiu drasticamente, ainda que siga alta. A aprovação ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, outro defensor do isolamento, também aumentou, assim como a do ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, que tem sido a face do enfrentamento à crise.

Assim evolui a curva do coronavírus no Brasil e no resto da América Latina

Doria abre duelo com Bolsonaro e marca posição dos governadores: “É justo abandonar idosos à própria sorte?”
A pesquisa foi feita entre os dias 23 e 25 de março, ou seja, captou reações ao pronunciamento oficial contra a quarentena de Bolsonaro da última terça-feira (24) e ao posicionamento dos governadores, na quarta (25). Foram entrevistadas 2.000 pessoas, por meio de questionários randômicos respondidos pela Internet e calibrados por um algorítimo. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%.

Os dados apontam que o temor do coronavírus atinge 75% dos entrevistados: 39% deles dizem temer pela própria vida, enquanto 36% têm medo de ficar doente. Além disso, 84% afirmam que temem perder algum amigo ou membro da família por conta da infecção. Para sete em casa dez entrevistados, o que mais preocupa nesta crise é a morte de pessoas e não o impacto econômico que ela pode gerar, elemento mais importante para 21%. Ainda assim, 61% das pessoas acreditam que o Brasil passará por uma recessão econômica neste ano e 48% declaram que sua renda mensal já diminui.

No pronunciamento feito na terça-feira, Jair Bolsonaro causou polêmica, ao afirmar que o coronavírus era apenas uma “gripezinha” e defender que o país voltasse à “normalidade”. “Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento do comércio e o confinamento em massa”, destacou. O posicionamento, contrário às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e às ações dos principais países afetados pela doença, causou indignação entre a classe política e a população, que reagiu com um novo dia de panelaços na janela.


12 comentários

  1. NÃO VOTE EM QUEM JÁ FOI
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 10:25 hs

    Este embate entre o Presidente e o Governador só fortaleceu o Capitão. As redes sociais estão mostrando quem é realmente o Governador. Um político oportunista, que ficou rico com as maracutaias com governos anteriores, um ladrão de carteirinha. O povo brasileiro acordou para este tipo de político. O Dória não se elege nem para vereador em São Paulo.

  2. Jonas Luiz
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 11:35 hs

    O Sr. Dória vai pagar os boletos quando o pessoal que ficar em casa for demitido?

  3. JM
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 11:35 hs

    Se elegeu graças ao Bolsonaro, agora é um vira casaca.

  4. Paulo Enéas Borges Bueno netto
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 13:20 hs

    Quem escreveu esse texto acima?
    Um Doriano?
    Doria é antes de mais nada um grande mentiroso.
    Disse que conquistando a prefeitura de São paulo não seria candidato ao Governo do Estado.
    Mentiu!
    Usou Bolsonaro como parceiro, como estilingue. Catapultou se para o governo estadual de São Paulo, e como sempre, o liderado crucifica o Lider!
    Doença essa dos político. Esquecer quem os levantou.
    Doria é mais que mentiroso, é um ser sem Caráter! É sem Moral.
    Doria? Eu estou fora! Prefiro o Bolsonaro.

  5. Genildo
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 15:58 hs

    Parei de ler na “melhora imagem de Doria”……é sério isso sr. Campana? Doria não conseguiu resolver a questão da cracolândia quando prefeito, não fez nada sobre o assunto como governador e vão querer aplaudi-lo em seus discursos ensaiados? Pra mim é apenas um Lula de banho tomado……

  6. JOSE
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 16:07 hs

    kkkkkkk, vc está de brincadeira, então quem quer voltar a trabalhar é só 20 por cento, passa vergonha não….kkkkkk

  7. SERGIO SILVESTRE
    sexta-feira, 27 de março de 2020 – 20:45 hs

    Pois é,ainda falta os veterinarios convencerem o resto da manada,.

  8. Esclarecido
    sábado, 28 de março de 2020 – 8:21 hs

    Este texto só nos traz uma certeza: Absoluta tendência contra um homem (Presidente) que está buscando acertar as coisas, com muita coragem e determinação, contra uma “corja” de bandidos mancomunados que tentam, de todas as maneiras, se prevalecer da população ignorante!!!!
    Atenção: O Povo brasileiro acordou!!! A grande maioria já não cai mais neste golpe baixo!!!
    O governador Doria já caiu do cavalo….só ele não sabe…ou sabe….

  9. Jron
    sábado, 28 de março de 2020 – 8:39 hs

    Eu, bolsonarista, por enquanto, ficarei preocupado quando a mídia começar a elogiar o Presidente!!! 😂😂

  10. sábado, 28 de março de 2020 – 13:31 hs

    Campana, vc. vai acabar sozinho! toma vergonha nessa cara!

  11. Carlos Spillere
    sábado, 28 de março de 2020 – 21:01 hs

    Tambem lutei pela vitória de Bolsonaro, contudo, as posições manifestadas pelo mesmo, a sua postura e o desrespeito para com aqueles que o ajudaram, me levaram , assim com a muitos brasileiros a se não apoia-lo ou defende-lo. O Governador Doria tem toda a razão para affastar-se do Presidente. Ficará, o presidente, só e mau acompanhado.

  12. Roberto João da Silva
    segunda-feira, 30 de março de 2020 – 7:44 hs

    Fabio Campana, que decepção. Melhora isso aí cara. Será melhor ler o Esmael Morais?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*