Surpresa, Galo desiste e lança Carol Arns à prefeitura de Curitiba | Fábio Campana

Surpresa, Galo desiste e lança Carol Arns à prefeitura de Curitiba


Galo defendeu na reunião estadual do Podemos, que o partido tenha candidatura própria na eleição municipal deste ano em Curitiba e indicou para a vaga a professora Carol Arns. “É o melhor nome para o nosso partido e a nossa cidade”, completou o deputado estadual no evento que reuniu centenas de pré-candidatos.

Carol Arns é professora universitária da FAE Business School, coordenadora de projetos sociais e parcerias do SESI-PR e, em 2011 e 2012, foi diretora de planejamento da FAS – Fundação de Ação Social da Prefeitura de Curitiba. “Ela tem experiência em administração, nas áreas jurídica e de educação, além de conhecer a prefeitura por dentro”, finalizou Galo.

Carol é filha do senador Flávio Arns, do partido Rede Sustentabilidade, e sobrinha dos falecidos Dom Paulo Evaristo Arns, que foi arcebispo de São Paulo, e da médica sanitarista Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança.

Formada em direito e administração, Carol também já passou pelo conselho de ensino e pesquisa da Universidade Federal do Paraná.

A indicação do deputado vai em sentido contrário ao que prega o atual presidente municipal do Podemos, vereador Mauro Bobato.

“O vereador deseja apoiar a reeleição do prefeito Rafael Greca”, criticou Galo bastante contrariado. “Nunca fui consultado a respeito, nem o partido.”

No discurso para partidários de todo o Paraná, Galo também reclamou da presidência estadual do Podemos, encabeçada pelo prefeito de Guarapuava César Silvestre Filho, e da deputada federal Renata Abreu, da direção nacional da agremiação.

“Nunca me ajudaram”, alfinetou o único deputado estadual do Podemos na Assembleia Legislativa do Paraná. “Nem antes da eleição, nem durante meu primeiro ano legislativo.”

E terminou com uma cobrança. “Isso precisa mudar. Não adiante o Podemos querer mudar o Brasil, conforme diz o slogan partidário, se a mudança não começar internamente”

Definitivamente, o deputado Galo parece um estranho no ninho. Pode!? Resta saber se conseguirá emplacar a candidatura de Carol Arns.


2 comentários

  1. skeleton
    domingo, 2 de fevereiro de 2020 – 11:33 hs

    Este galo só canta em Paranaguá, aqui ele só serve mesmo para animar programa policial. E mais nada.

  2. De olho
    segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020 – 9:45 hs

    E as velhas famílias não largam o osso. É sempre filho(a) de fulano…..
    Gente sem tarimba nem conhecimento que sempre trabalhou em função de sobrenome.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*