Suspeito no caso Marielle é morto na Bahia | Fábio Campana

Suspeito no caso Marielle é morto na Bahia

O miliciano Adriano Magalhães de Nóbrega, apontado como chefe do Escritório do Crime, morreu neste domingo (9) depois de troca de tiros com policiais militares na zona rural de Esplanada, na Bahia.

Desde janeiro de 2019 havia um mandado de prisão expedido contra ele.

O Ministério Público do Rio (MP-RJ) aponta Adriano como chefe da mílicia do Rio das Pedras e do chamado “Escritório do Crime”, que é investigado no inquérito que apura o assassinato de Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro morta em 14.mar.2018. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia diz, em nota, que Adriano era suspeito de envolvimento no assassinato. As informações são do Poder360.


2 comentários

  1. SERGIO SILVESTRE
    domingo, 9 de fevereiro de 2020 – 17:02 hs

    A FAMÍLIA BOLSONARO ESTA ENLUTADA.POR ELES DARIAM LUTO POR 3 DIAS NO BRASIL INTEIRA E BANDEIRA A MEIO PAU.

  2. Fernandinha
    segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020 – 16:11 hs

    Agora parem de encher o saco com esta Marielle Vive!
    Eita gente chata!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*