Barros debate modelo do pedágio | Fábio Campana

Barros debate modelo do pedágio

O deputado Ricardo Barros (PP) participa nesta terça-feira (18) de uma audiência pública na Assembleia Legislativa que vai debater as novas concessões rodoviárias do Paraná. O evento proposto pelo deputado Tião Medeiros (PTB) reunirá representantes do Governo do Estado, da Agepar, do setor produtivo e da sociedade civil.

Os contratos das concessionárias que administram 2,5 mil quilômetros de rodovias vencem no ano que vem e não serão renovados. Um novo modelo que deve abranger 4 mil quilômetros de rodovias estaduais e federais será licitado pela União.

Ricardo Barros defende que a licitação seja feita buscando a menor tarifa e não a maior outorga. Recomendações da bancada federal paranaense foram encaminhadas a Empresa de Planejamento e Logística (EPL), órgão contratado pela União para elaborar os estudos de viabilidade da concorrência.

“A conta está sendo feita num preço que não é o real. O ideal seria fazer a conta certa da tarifa e do investimento pelo preço contratado atualmente, desta forma tendo tarifas menores, com melhor infraestrutura”, disse recentemente em evento em Umuarama.

A audiência pública esta marcada para às 9h30 no plenarinho e deve reunir, além de deputados estaduais e federais, representes da SEIL, DER, Agepar, FIEP, FAEP, Feecopar, Fecomércio, Fetranspar, ACP, Faciap e Ocepar.


4 comentários

  1. Gustavo
    terça-feira, 18 de fevereiro de 2020 – 10:17 hs

    Se tem RB no meio dessa conversa, pode ter certeza que tem rolo..

  2. Valmor Lemainski - Cascavel
    terça-feira, 18 de fevereiro de 2020 – 10:30 hs

    O deputado não me inspira confiança… Tem muitos “amigos” nas empreiteiras que o apoiavam financeiramente nas campanhas… Mas torço para que dê tudo certo para os usuários.

  3. Marcos
    terça-feira, 18 de fevereiro de 2020 – 13:03 hs

    Gostaria de saber quem é que vota nesse sem vergonha?
    Temos que tirar esse deputadozinho vagabundo da política.

  4. Cesar Alberto Coutinho
    terça-feira, 18 de fevereiro de 2020 – 19:11 hs

    Este Sr Barros, ainda tem voz ativa no PR? Me impressiona, porque deveria estar puxando cadeia, um ser desprezível, um calabouço de corrupção trafega como gente e vive como imundo. Um pobre diabo!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*