Quem convence vereadores a não aumentar seus próprios salários? | Fábio Campana

Quem convence vereadores a não aumentar seus próprios salários?


Difícil. Não há político que não queira ganhar mais. Por 7 a 3, os vereadores de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, definiram o aumento dos salários para a próxima legislatura em 60%. A medida, que havia sido barrada pelo prefeito Hissam Hussein Dehaini (Cidadania) em dezembro, teve o veto derrubado em sessão nesta quarta-feira (29). Assim, os candidatos eleitos no próximo mês de outubro, cuja legislatura começa em 2021, irão receber R$ 9.584. Atualmente, os vencimentos da categoria são de R$ 5.992. A alegação para o salto nos valores é que não houve reajuste nos últimos 12 anos. Inicialmente, a intenção, que não prosperou, era igualar os salários ao teto máximo permitido, ou seja, metade de um deputado estadual, o que significaria 110% de aumento – R$ 12,6 mil. O projeto que passará a vigorar prevê ainda que os vencimentos dos próximos vereadores sejam reajustados anualmente nos mesmos índices que forem concedidos ao funcionalismo público. As informações são da Gazeta do Povo.


2 comentários

  1. tadeu rocha
    quinta-feira, 30 de janeiro de 2020 – 13:12 hs

    pior que cidade dele os moradores não responderam, sinal que gostaram, QUE VERGONHA PARA CIDADE,

  2. Mohamad
    quinta-feira, 30 de janeiro de 2020 – 13:18 hs

    Mostrem ao POVO DE ARAUCÁRIA, do Paraná e do Brasil, quanto custa um vereador de Araucária no total, quais os benefícios, verbas, carros, asponeis em seus gabinetes e etc…, o custo é astronômico, o Povo não merece e não precisa de Vereadores desse nível, principalmente a quantidade que temos no País com a FARRA DE CRIAÇÃO DE MUNICÍPIOS, o POVO NÃO AGUENTA MAIS BANCAR ESSA PALHAÇADA, para votar nome de rua.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*