'Em vez de reclamar, estados devem planejar investimentos', diz Bento | Fábio Campana

‘Em vez de reclamar, estados devem planejar investimentos’, diz Bento

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse ao Radar, há pouco, que os estados e municípios — decepcionados com o resultado da venda dos campos de petróleo do pré-sal — devem comemorar o resultado do leilão do pré-sal nesta quarta. As informações são de Robson Bonin na Veja.

Apesar de a previsão de 106 bilhões de reais ter sido frustrada pela arrecadação de 69,9 bilhões de reais, com ajuda quase majoritária da Petrobras na bolada, o leilão da cessão onerosa, na avaliação do ministro, foi um sucesso por destravar uma agenda que era aguardada há anos.

Para Bento, o “feito histórico” do leilão foi abrir os cofres dos recursos do petróleo a estados e municípios que antes não participavam decisivamente dessa partilha.

Apesar de o valor não ter sido o esperado, “a verdade”, na avaliação do ministro, é que vai ter dinheiro entrando na conta das gestões de estados e municípios agora e ao longo do período em que a exploração for ganhando corpo.

“É preciso valorizar o avanço importante, o feito histórico que o leilão da cessão onerosa representa. O atraso vencido com essa rodada é muito importante. O dinheiro vai começar a sair. Em vez de reclamar, as pessoas deveriam começar a pensar em como gastar de forma eficiente os recursos que virão”, diz Bento.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*