Delegado Waldir vence o clã Bolsonaro e segue líder do PSL | Fábio Campana

Delegado Waldir vence o clã Bolsonaro e segue líder do PSL


A Secretaria-Geral da Mesa confirmou há pouco o Delegado Waldir (GO) como líder do PSL na Câmara dos Deputados. A lista de assinaturas apresentada ontem pelo líder, às 22h18, continha 31 assinaturas e 29 foram confirmadas.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) apresentou duas listas para assumir a liderança do partido, a primeira às 21h50 e a segunda às 22h27. Ambas continham 27 assinaturas, mas só 26 foram confirmadas na primeira lista, e 24, na segunda.

Em entrevista coletiva, Delegado Waldir afirmou que quer pacificar o PSL. “Houve um grande embate, muito desgaste”, reconheceu. Mas ele informou que não haverá retaliações nem expulsão de deputados do partido. “Somos 98% fiéis ao governo. Vamos continuar votando com o governo.”

Delegado Waldir ainda ameaçou recorrer ao conselho de ética do PSL e da Câmara dos Deputados por causa da disseminação de notícias falsas em redes sociais. “Nenhum parlamentar está traindo o presidente”, desmentiu.

“Continuamos sendo de direita. Continuamos defendendo as bandeiras pelas quais fomos eleitos. Apoiamos integralmente a Lava Jato. Somos defensores intransigentes do combate à corrupção, em qualquer esfera. Nada mudou.”

Ele ainda informou que haverá uma nova eleição para liderança do PSL em fevereiro.
Compartilhe:

Clique para compartilhar no WhatsApp(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Twitter(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Facebook(abre em nova janela)Clique para compartilhar no LinkedIn(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Pinterest(abre em nova janela)

Tags: Delegado Waldir (GO)líder do PSL na Câmara dos Deputados.Secretaria-Geral da Mesa


4 comentários

  1. Veredicto
    sexta-feira, 18 de outubro de 2019 – 9:19 hs

    Este deputado é igual cachorro de rua:late, late junto aos pneus dos carros, mas quando os carros param eles saem correndo com medo da represália.Procurem alguma coisa de bom no mandato deste senhor, e também na sua profissional, vai que num passe de mágica encontra algum pitaco. Só foi eleito porque veio na onda bolsonarista com o capitão puxando a tropa. Em outro partido, em 2018, estava perdido.Afinal, o que ele quer a não ser holofote?

  2. Veredicto
    sexta-feira, 18 de outubro de 2019 – 9:55 hs

    Não foi este senhor que chamou o Presidente da República de vagabundo?
    É só enquadrá-lo na Comissão de Ética que já perde seu novo posto.

  3. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 18 de outubro de 2019 – 12:41 hs

    -O jogo de vaidades e poder continua…por não falar em outras coisas….
    -Os Bolsonaros esquecem que o PSL foi o único partidos que os acolheu…e agora cuspem no prato que comeram…
    -A política é somente para os mais fortes, habilidosos e ardilosos….é uma competição brutal e incessante pelo poder…..a traição é moeda em curso….
    -Cansamos de brigas…queremos soluções para o País prosperar!!!!

  4. bs
    sexta-feira, 18 de outubro de 2019 – 21:33 hs

    A briga é pelo $$$$ do fundo partidário.
    A ninguezada acha que é pela transparência,
    Muitos gostam de ser enganados e ainda aplaudem.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*