Senadores paranaenses podem se unir em um único partido | Fábio Campana

Senadores paranaenses podem se unir em um único partido

da Gazeta do Povo

Desde o começo do ano o senador Alvaro Dias, líder do Podemos no Senado Federal, tem trabalhado para aumentar a bancada do partido na Casa. Os esforços têm gerado resultado: a legenda que tinha cinco parlamentares no começo do ano, agora tem dez e é a segunda maior do Senado. O objetivo de Alvaro é superar o MDB, com 13 cadeiras. Para isso ele segue arregimentando novos nomes e entre eles está o de outro paranaense, Flávio Arns, atualmente na Rede.

Arns tem afinidade ideológica e bom trânsito com a bancada do Podemos. Outo ponto que reforça o convite feito por Alvaro é o fato de a Rede, partido de Arns, não ter atingido em 2018 o número de votos para superar a cláusula de barreira. Com isso a legenda não tem acesso a recursos públicos e precisa redefinir seus rumos – inclusive com a possibilidade de fusão com outras legendas.

Flavio Arns evita comentários assertivos sobre o convite, mas reconhece que a Rede está em um processo de mudança, que precisa definir rumos.

Como Oriovisto Guimarães já está no Podemos, se Flávio Arns aceitar o convite de Alvaro Dias, o Paraná pode ter todos os senadores no mesmo partido.


3 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 16 de setembro de 2019 – 15:38 hs

    São muito parecidos. Riquíssimos e chatos de galochas. O partido de chamará PPS: Partido dos Pés no Saco.

  2. Wendel Stutz
    terça-feira, 17 de setembro de 2019 – 9:29 hs

    Sem dúvida é a melhor bancada entre todos os estados. Me sinto muito bem representado. Parabéns senadores pelo bom trabalho pautado em ética e bom senso.

  3. terça-feira, 17 de setembro de 2019 – 16:19 hs

    Bah,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*