PEC prevê corte de salários e demissão de servidores | Fábio Campana

PEC prevê corte de salários e demissão de servidores

Painel, Folha de S. Paulo

Com o debate sobre o teto de gastos pegando fogo, a previsão é a de que a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara comece a discutir, na próxima semana, proposta de emenda constitucional que permite ao governo cortar despesas obrigatórias.

O relatório do deputado Sóstenes Cavalcanti (DEM-RJ) foi protocolado nesta quinta (5). A PEC vai permitir, entre outras coisas, que o governo demita servidores sem estabilidade, corte incentivos fiscais e encurte a jornada do funcionalismo com proporcional redução de salários.

As medidas de ajuste seriam acionadas quando o comprometimento do caixa deixasse o governo a 5% do descumprimento da chamada regra de ouro –que diz que só se pode pegar dinheiro emprestado para investir. Desde 2016 há dificuldade para cumprir a norma.


2 comentários

  1. O sensato
    domingo, 8 de setembro de 2019 – 17:53 hs

    Finalmente! Um absurdo pagar altos salários em dia e cortar despesas com saúde e educação.

  2. Bertoldo
    domingo, 8 de setembro de 2019 – 20:10 hs

    KKK não é reduzindo jornada de trabalho e salário do servidor público que as contas dos estados e municípios vão fechar. É cortando mordomias no próprio Serviço Público, viagens e diárias desnecessárias, gratificações e emprego de comissionados. Fora os gastos com o Judiciário e o Legislativo porque estes poderes não de abrir mão das mordomias. O exemplo sempre vem de cima, começando pelo governador, secretários, deputados, desembargadores, juízes e promotores. Ah antes que me esqueça, prefeitos e vereadores também podem apertar os cintos, não só dos seus empregados.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*