Bolsonaro pede paciência a Moro | Fábio Campana

Bolsonaro pede paciência a Moro

BR18, Estadão

Nesta quinta-feira, 8, o presidente Jair Bolsonaro estimou que em setembro o governo vai conseguir aprovar a reforma da Previdência no Senado e também a reforma no sistema previdenciário dos militares na Câmara. “Acho que em setembro resolve (a Previdência) no Senado e resolve a nossa também (dos militares na Câmara). Tudo indica que vai tramitar sem percalços”, disse. Para não tirar o foco na tramitação da reforma da Previdência, Bolsonaro afirmou que pediu “paciência” ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com relação ao pacote anticrime.

“Sabemos que uma pressão em cima da reforma dele (ministro Sergio Moro) agora atrapalha um pouco a tramitação dessa reforma mãe no Parlamento (a Previdência). Tenho falado para ele ter um pouco mais de paciência”, disse Bolsonaro, ao deixar o Palácio da Alvorada. “O ministro Moro vem da Justiça, mas não tem poder, não julga mais ninguém. Entendo a angústia dele, de querer que o projeto (anticrime) vá para frente, mas nós temos que combater aí, diminuir o desemprego, fazer o Brasil andar”.


3 comentários

  1. Paulão
    quinta-feira, 8 de agosto de 2019 – 12:29 hs

    A angústia não é somente do Dr. Sergio Moro, mas sim de todos os brasileiros de bem que clamam por mais segurança. Por isso PR Bolsonaro, precisamos agilizar a aprovação do pacote de segurança, pois aos poucos estão desfigurando o seu conteùdo.

  2. Luiz
    quinta-feira, 8 de agosto de 2019 – 13:04 hs

    Tenho muita admiração e respeito pelo Ministro Sérgio Moro e principalmente pelo Presidente Jair Messias Bolsonaro, pois graças a eles estamos vivendo dias melhores, sem roubo do dinheiro público e atendendo a população no que é possível no momento sem conchavos ou toma-lá-da-cá.

    Ao mesmo tempo acho que os dois, principalmente o Dr. Sérgio Moro, no popular: dá mole, quando assiste pessoas lhe chamar de ladrão e chefe de quadrilha, pelos deputado do PSOL e o Presidente da OAB, e não tomar nenhuma providência judicial contra os dois. A meu ver ninguém chama alguém de ladrão sem assumir as consequências, se não fizer nada, ou assume que o é, ou dá motivos para que lhe chame de outras coisas.

    Esta é a minha crítica em relação ao Ministro, com todo o respeito.

    CHAMAR DE LADRÃO SÓ O LULARÁPIO, este sim o maior ladrão do país.

  3. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 8 de agosto de 2019 – 13:28 hs

    Moro está cada dia mais parecido com o Dr. Strangelove, de Peter Sellers. Jawohl, Mein President…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*