Ratinho Jr assegura reajuste e põe fim à greve no serviço público | Fábio Campana

Ratinho Jr assegura reajuste e põe fim à greve no serviço público

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta sexta-feira (12) o fim do movimento grevista realizado por parte dos servidores estaduais. Ele confirmou a implantação da data-base, com a primeira parcela de 2% liberada em janeiro de 2020. No total, o Estado vai pagar 5,08% de reposição.

Com a formalização da proposta deve haver a reposição de aulas na rede estadual, principal serviço público prejudicado pela ação de movimentos grevistas. O trabalho deverá ser realizado durante o período de recesso escolar. Caso não haja reposição de horas e aulas, haverá aplicação de faltas, com desconto em folha dos dias parados.

Ratinho Junior reafirmou que o Estado está fazendo um grande esforço para honrar o compromisso de implantação da data-base. O governador lembra que houve queda do PIB no primeiro trimestre, além de redução de receitas de impostos e de transferências federais neste ano. Somente o IPVA contabiliza inadimplência de R$ 700 milhões.

CONCURSOS – A proposta apresentada pelo governador confirma a realização de concursos públicos para seleção de 2.560 policiais militares, 400 policiais civis (50 delegados, 50 papiloscopistas e investigadores), 96 peritos e médicos para a Polícia Científica, 1.269 agentes de cadeia, 400 profissionais da Saúde, 80 para a Agência de Defesa Agropecuária e 988 professores.

Também foram previstos concursos para contratação de servidores para o Quadro Próprio do Poder Executivo (QPPE), que inclui profissionais para a Administração Direta, para o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e para o Teatro Guaíra.


10 comentários

  1. João Antônio
    sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 18:42 hs

    Como assim, o Ratinho decretou o fim da greve? Que jornalismo é esse?

  2. Eu
    sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 18:47 hs

    A ratazana júnior está de brincadeira. Se quer fazer palhaçada que vá participar do programa de seu pai.
    Até janeiro de 2020 já teremos a inflação de 2019 para repor e se somar às perdas anteriores. É aritmética básica, o que provavelmente ele não tenha um dia estudado.
    Ele que acabe com a farra de comissionados e novos cargos que ele mesmo criou, com os privilégios do MP, Judiciário e Tribunal (faz) de Contas, e com a farta distribuição de dinheiro público aos seus prefeitos aliados que poderá implantar parte da reposição já.
    Só para lembrar, até aqui, são quatro anos sem reposição salarial, somando mais de 17% de perdas para aqueles que de fato trabalham no setor público (servidores do executivo) e com tudo sendo reajustado, principalmente as tarifas públicas tais com água e energia, todas elevadas acima da inflação pelo desgoverno do ratazana júnior.
    Este é o “novo” jeito de governar prometido em sua campanha!

  3. Funcionário público aposentado
    sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 19:13 hs

    Esta merda? E o restante rato?

  4. servidor
    sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 19:20 hs

    O que ?: …

    Estamos só em julho de 2019 e anuncia-se 2% apenas em janeiro de 2020 ?O Gov, Ratinho Jr tá de brincadeira de mau gosto, tá zoando com o funcionalismo do Poder Executivo do PR e seus familiares !

    Vale acrescentar a a defasagem inflacionária atinge 17,2% (jan.2016 a mai.2019) e somente em um ano (mai.2018 a abr.2019), atingiu 4,94% !

    Ahhh tá, mas os demais setores do funcionalismo (MP-PR / TJ-PR, DP-PR, TCE-PR / ALEP-PR) terão mais uma vez a data base respeitada e a reposição da inflação do período anterior (4,94%).

    Mas, que safadeza é essa, cadê a justiça e o respeito para com o funcionalismo do Poder Executivo, seus familiares e a população do Paraná !

    Pra que tanta opressão e autoritarismo !

    No final de 2018, o atual governador e então deputado estadual, cobrou da governadora Cida uma reposição de 2,76%, quando ela apresentava um índice desrespeitoso e miserável de 1%.

    Pois é Governador Ratinho Jr, tú não respeita o funcionalismo e assim perde totalmente sua credibilidade e a confiança de seus milhares de colabores, se é que tinha alguma !

    E com tão absurdo e surrealista proposta quer por fim a uma greve justa e santa, pois trata-se de ultimo recursos, visando fazer cumpri-se as lei e a constituição !

    Quem define o fim da GREVE GERAL são os personagens que tocam o Estado / Governo por anos a fio, independente de governos bons ou ruins, estes sim é que deveriam, ser respeitados, valorizados e dignificados !

    E antes que falem que o estado tá quebrado e a previdência social (RPPS) tá sucateada e inviabilizada, cabe dizer: foram vocês mesmos que isso fizeram (os políticos, as autoridades constituídas, os governantes eleitos, sobre os quais cobrança alguma é feita, podem errar da forma que for, inclusive roubando descaradamente o erário, como aliás parece ter feito o governador Beto Richa).

    É lamentável !

  5. xiru de palmas
    sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 21:49 hs

    Só faltou combinar com os russos………………..

  6. sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 23:55 hs

    Ratinho contínua achando que o servidor público, é otário. Esse nunca mais…só aguardar. Queimou o carisma , no primeiro desafio. Se fosse bom administrador como disse que era, teria saído a campo, se virado nos trinta e resolveria a questão. Pelo menos uma proposta que não carimbasse o servidor de otário. Feito isso, teria marcado um gol de letra já de início. Patrão competente, cumpre seus compromissos com aqueles que em suma são seus braços na formalização das políticas públicas. Vai levar pau, já no ano que vem…aguarde nobre roedor.Não esqueça que 300 mil funcionários, numa estatística de 3 votos se convertem em 1 milhão de votos…entendeu ?Coloca nisso, o falatório constante sobre essa mancada, na boca dos 300 mil.

  7. Caboclo de Prude
    sábado, 13 de julho de 2019 – 0:06 hs

    Como assim põe fim? Quem decide isso são os servidores em assembleias de suas classes!!! A não ser que seja por causa do recesso escolar!!! Eu não sou petista, nem de esquerda, mas não aceito a proposta desse desgovernador!!!!

  8. Luis Soares
    sábado, 13 de julho de 2019 – 1:19 hs

    Isso é uma piada ou é verdade?

  9. luis
    sábado, 13 de julho de 2019 – 9:46 hs

    O IPVA é dividido 50% com os municípios, então é só parar de se desculpar e por a fiscalização na rua. Alias os prefeitos podem fazer sua parte, usando a guarda municipal para fiscalizar o trânsito de veículos sem documentos regulamentares.

  10. servidor
    sábado, 13 de julho de 2019 – 11:24 hs

    Falar o que ?

    Desde jan.2016 o funcionalismo do Poder Executivo, e só eles, está sem a revisão anual de salários, preceito inscrito no art. 37, inc. X, da Carta Magna tupiniquim !

    A defasagem inflacionária atinge 17,2% (jan.2016 a mai.2019) . Só de mai.2018 a abr.2019 já chega a 4,94%.

    Aí vem o governo e oferece 0,5% (out.2019). Depois de sambas e valsas, oferece 2% para jan.2020.

    E vale acrescentar, ainda estamos em jul.2019.

    Falar o que: caberiam apenas nomes impublicáveis nesse Blog, que certamente seriam censurados !

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*