PDT vai processar "infiéis" | Fábio Campana

PDT vai processar “infiéis”

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou ao jornal O Dia que seu partido vai abrir um processo disciplinar em seu Conselho de Ética para julgar a conduta dos oito parlamentares da legenda na Câmara que votaram a favor da reforma da Previdência. O colegiado indicará qual tipo de punição, inclusive expulsão, seria aplicada aos infiéis, cabendo ao Diretório Nacional a última palavra. Com expulsão, o partido perderia os mandatos. “Hoje, alguns desafiam para ser expulsos por causa do parecer no Supremo que diz que, quando o deputado sofre expulsão, o partido não pode pedir o mandato de volta. Tudo isso vamos pesar, porque ninguém aqui é bobo”, disse o pedetista. As informações são do BR18.

Para Lupi, seria um prejuízo político perder uma parlamentar promissora, como Tabata Amaral (SP), mas relativiza que o “couro já está grosso”. Ele cita como exemplos Jayme Lerner, Dante de Oliveira, Garotinho e Cristovam Buarque. Lupi, no entanto, ressalta que o caso da infidelidade de Tabata é mais uma questão de “falta de maturidade” do que de “má-fé”, condenando os que fizeram a parlamentar “de Cristo”. “Então, fazer ela de Cristo ou de vítima, para colocar o partido como algoz… eu estou velho para isso, entendeu? Nessa eu não caio”, criticou.


Um comentário

  1. PEDROCA DO SUDOESTE
    sexta-feira, 12 de julho de 2019 – 11:18 hs

    Seu LUPI, tem muita moral para processar seus deputados infiéis. Vai , expulse esses deputados, encolha seu partido, DUVIDOOOO…..DUVIDOOOOOOOOO……Já estão falando em punições brandas. Cão que late muito, não morde.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*